Site www.sportsmanaus.com.br full screen background image

Ao contrário da crítica, Tite exalta força mental da Seleção Brasileira

214

Da redação do SPORTSMANAUS, com informações da GAZETA ESPORTIVA

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Muitos apontam que o emocional da Seleção Brasileira é uma grande barreira a ser ultrapassada caso o time canarinho queira se sagrar hexacampeão mundial na Rússia. Nesta terça-feira, porém, o técnico Tite deu exemplos que mostram a força mental de seus comandados.

Contra a Costa Rica, o Brasil teve dificuldade ao longo dos 90 minutos de jogo. O time só foi conseguir quebrar a retranca adversária nos acréscimos, quando passou a atuar com dois centroavantes (Gabriel Jesus e Firmino), mas, segundo Tite, se manteve fiel ao seu estilo de jogo mesmo com o desespero batendo à porta.

– Quando acabou o jogo, fiquei orgulhoso, porque normalmente chega os 30 minutos do segundo tempo ou antes do que isso e bate o desespero, quebra de padrão e tu fica mais longe de vencer. Tenho com a Seleção Brasileira dois anos, 23 jogos. É pouco em relação aos outros que ganharam mantendo o padrão aos 50 minutos do segundo tempo – disse Tite, se referindo ao triunfo alemão sobre a Suécia.

O fato de Tite estar na Seleção há dois anos apenas e ainda assim fazer com a equipe tenha o nível de atuação que se acostumou a exibir é mesmo de se ressaltar. A Alemanha, por exemplo, está com o mesmo treinador desde 2006, após o Mundial que aconteceu no país. Vencer um jogo no apagar das luzes sem “sair dos trilhos” é muito mais normal para os atuais campeões do mundo do que para os brasileiros.

Mas não é apenas no comportamento emocional que o Brasil vem conseguindo se equiparar à Alemanha. O desempenho ofensivo do time canarinho nesta Copa do Mundo também é muito semelhante ao dos europeus, que levam uma ligeira vantagem.

– Um dos motivos pelos quais fiquei contente é porque das 23 finalizações, dez foram no gol e por isso vencemos, porque colocamos o Navas para trabalhar. No gol [de Coutinho], ele amplia a área de ação com os braços e pernas, e a bola passa por baixo das pernas dele. A gente pega uma observação quantitativa para fazer uma análise qualitativa. Esses dados representam uma concentração maior. Somos a segunda equipe que mais finaliza na Copa do Mundo, só perdemos para a Alemanha – concluiu Tite.



Paulo Rogério/sportsmanaus@gmail.com

I live in Brazil, in the city of Manaus, which hosted 2014 World Cup matches, the Olympic 2016 men's and women's football tournament. I'm Paulo Rogério Veiga, 51, a reporter, journalist and owner of sports portal www.sportsmanaus.com.br. I would like to inform you that I have received material from FIFA for 35 years, in addition to Conmebol and UEFA. I have also been editor of globoesporte.globo.com/am/ portal. I am working as a press and publicity advisor to leverage your company, product, brand, your soccer career, whether player, coach, club, manager, any professional that Works and conducts business in football. I am a professional / base player agent and a soccer coach. I have contact with agents, international agencies, academies, intermediaries, scoutings, among others in Brazil and in world football, including with signed contract. Another work I do is to attract potential investors to sponsor clubs in Brazilian football, which seek to gain their place in the regional, national and even international scenario. Contact us. E-mail: paulo.imprensa@hotmail.com / pauloimprensa@gmail.com Contact: +55 (092) 3629-0651 (office) / +55 (092) 99171-9226 (live / watsapp). Leia mais em sobre o editor clicando aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.