SportsManaus
COPA DO BRASILFUTEBOLFUTEBOL NACIONAL

Arrascaeta e Gabigol decidem, Flamengo elimina o Fluminense e está nas quartas da Copa do Brasil

Da redação do Sports Manaus, com informações – Lance! – Guilherme Xavier – Publicada em 01/06/2023 – 22:06 – Rio de Janeiro (RJ) – Atualizada em 02/06/2023 – 00:17

Rubro-Negro vence o Tricolor em jogo de muitas opções no Maracanã

Foto: Armando Paiva / LANCE!

Flamengo venceu o Fluminense por 2 a 0, no Maracanã, na noite desta quinta-feira, e garantiu a classificação para as quartas de final da Copa do Brasil. Os gols do Rubro-Negro foram marcados pelo aniversariante do dia, Arrascaeta, que retornou aos gramados após três jogos de ausência por lesão, e Gabigol. O jogo reservou grandes emoções ao longo dos 90 minutos.

Com o resultado, o Flamengo embolsa 4,3 milhões de premiação por avançar na Copa do Brasil, além de manter a escrita de seis anos sem ser eliminado antes das quartas de final da Copa do Brasil. O Fluminense, por sua vez, está fora do mata-mata nacional e precisará se reerguer no Brasileirão e na Libertadores. O próximo adversário do Fla vai sair de sorteio, que ainda será marcado pela CBF.

FESTA ABSURDA DAS TORCIDAS

Antes de a bola rolar, as equipes de Flamengo e Fluminense foram presenteadas com uma festa de arrepiar. Mesmo com todo o trânsito e empecilhos para chegar ao Maracanã, os torcedores que estiveram presentes fizeram linda movimentação. Sinalizadores, mosaico (rubro-negro), faixas transversais, fumaça e fogos de artifício. Uma autêntica noite de Copa!

JOGO COMEÇA BRIGADO, TÍPICO DE COPA

Flamengo e Fluminense começaram o duelo de maneira mais lenta, estudada. Os primeiros 20 minutos foram de muita briga pela posse de bola, além de intensa troca de passes de quem retinha a redonda. As chances começaram a aparecer a partir dos 22 minutos de jogo, quando David Luiz, pelo lado rubro-negro, e Germán Cano, pelos tricolores, tiveram oportunidades de marcar impugnadas por impedimento.

CANO PERDE DUAS BOAS CHANCES

A partir da marca dos 25 minutos, o Fluminense assumiu o controle da partida e acumulou boas oportunidades, ambas com seu artilheiro Germán Cano. Primeiro, o argentino recebeu e soltou um balaço da entrada da área, obrigando Matheus Cunha a realizar uma intervenção esquisita. Depois, recebeu sozinho na pequena área após cabeçada de Nino, mas chutou para fora.

APARECE A ESTRELA DE ARRASCAETA

Logo quando vivia seu pior momento na partida, com inconsistências no meio-campo e ataque, o Flamengo conseguiu achar as redes. Após cobrança de escanteio, Gerson recebeu e cruzou para a área. A bola encontrou a cabeça de Fabrício Bruno, que serviu Arrascaeta para abrir o placar em favor do Rubro-Negro, aos 33 minutos. Grande presente de aniversário para o uruguaio.

Depois do gol, o Flamengo sentiu o bom momento e se impôs, buscando novas oportunidades. Arrascaeta, por exemplo, desperdiçou boa chance em cobrança de falta. O Fluminense, por sua vez, sentiu o gol e, mesmo tentando a imposição de Arias e Cano, não chegou perto da meta defendida por Matheus Cunha. E o primeiro tempo terminou assim, com a equipe de Sampaoli na frente: 1 a 0.

FLUMINENSE EM CIMA, FLAMENGO AGUERRIDO

Ciente da necessidade do resultado, Diniz voltou com tudo para o segundo tempo e sacou Guga, para a entrada de Gabriel Pirani. Assim como no primeiro tempo, o Fluminense teve mais posse de bola e tentava criar, mas esbarrava na falta de eficiência no último passe. O Flamengo, por sua vez, fazia marcação forte e aguerrida.

A postura dos jogadores do Flamengo mudou drasticamente em relação às últimas partidas. Atletas criticados, como Thiago Maia e David Luiz, entraram em campo muito aplicados em suas funções. Aos poucos, o Rubro-Negro ia cansando o Fluminense e tentava reter o controle do meio-campo. Sampaoli até colocou Everton Ribeiro, que voltou aos gramados após quatro partidas de ausência.

FIM DE JOGO COM (MUITA) EMOÇÃO

Quanto mais perto do fim do jogo o relógio marcava, mais o Fluminense se desprendia da concentração. O time seguiu criando oportunidades, mas a noite apagada de suas principais estrelas, como Ganso, Arias e Germán Cano, que só apareceu no primeiro tempo, não ajudava. O Flamengo também teve as suas oportunidades, mas também foi displicente na hora de definir.

Uma chance clara da equipe de Sampaoli veio com Gerson. O volante aproveitou a desatenção da zaga do Fluminense e saiu sozinho, cara a cara com Fábio, mas chutou em cima do goleiro. No rebote, Cebolinha acertou e trave e, depois, Gabigol parou novamente no arqueiro tricolor. O camisa 11 ainda teve nova oportunidade em contra-ataque fulminante, no entanto, tomou a decisão errada e finalizou em cima da zaga.

GABIGOL SACRAMENTA A CLASSIFICAÇÃO

Com o Fluminense entregue e tentando um último suspiro, o Flamengo criou mais oportunidades e conseguiu, finalmente, sacramentar a classificação. Wesley fez grande jogada pela direita e serviu Cebolinha. O atacante finalizou mal, mas a bola se ofereceu para Gabigol. Ali o artilheiro não perdoa e, aos 46 minutos da etapa complementar, carimbou o passaporte do Rubro-Negro para as quartas de final da Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 2 X 0 FLUMINENSE – COPA DO BRASIL – OITAVAS DE FINAL (VOLTA)

Data e hora:01 de junho de 2023, às 20h (de Brasília)
Estádio: 
Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: 
Raphael Claus (SP/FIFA)
Assistentes:
Neuza Ines Back (SP/FIFA) e Alex Ang Ribeiro (SP/FIFA)
VAR: 
Rafael Traci (SC)

Público/Renda: 69.978 presentes e R$ 4.103.330,00 de renda

Cartões amarelos: Guga, Lima e Manoel (FLU); David Luiz e Gabigol (FLA)
Cartões vermelhos: Ninguém
Gol: Arrascaeta, 33’/1ºT (1-0) e Gabigol, 46’/2ºT (2-0)

FLAMENGO (Técnico: Jorge Sampaoli)
Matheus Cunha, Fabrício Bruno, Léo Pereira (Everton Ribeiro, 13’/2ºT) e David Luiz; Wesley, Erick Pulgar, Thiago Maia, Gerson (Victor Hugo, 38’/2ºT), Arrascaeta (Everton Cebolinha, 30’/2ºT) e Ayrton Lucas; Gabigol.

FLUMINENSE (Técnico: Fernando Diniz)
Fábio, Samuel Xavier (Alan, 41’/2ºT), Nino, Manoel (Arthur, 24’/2ºT) e Guga (Gabriel Pirani – intervalo); André, Martinelli, Lima (John Kennedy, 32’/2ºT) e Paulo Henrique Ganso (Isac, 41’/2ºT); Jhon Árias e Cano.

 

 

 

Outras postagens...

Na volta da torcida, Manaus empata com o Ypiranga-RS e perde a chance de avançar na pontuação pela Série C

Paulo Rogério

Ciente do favoritismo do Paysandu na Copa Verde, técnico do Real Ariquemes-RO diz: ”Temos bons jogadores”

Paulo Rogério

“Trabalhando demais para conseguir o resultado fora”, define a técnica do Sport sobre o JC-AM, pelo BR feminino Sub-20

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...