full screen background image

Cirúrgico, Real Madrid vira sobre o Bayern na Alemanha e abre vantagem

82

Da redação do SPORTSMANAUS, com informações da GAZETA ESPORTIVA

Foto: ANTONIO VILLALBA/Real Madrid

Nesta quarta-feira, o Bayern de Munique recebeu o Real Madrid, na Allianz Arena, pela partida de ida das semifinais da Liga dos Campeões. O Gigante da Baviera cansou de perder gols e acabou derrotado de virada, por 2 a 1, para um Real eficiente em suas chances. Com o resultado, o time bávaro precisará marcar ao menos dois gols na volta para seguir vivo na competição.

Mesmo com duas baixas ainda na primeira etapa, já que Robben e Boateng saíram machucados para as entradas de Thiago Alcântara e Süle, a equipe de Jupp Heynckes foi melhor e criou ao menos quatro chances claras de gol, mas só marcou uma vez, com Kimmich. O Real Madrid, por sua vez, foi cirúrgico e, em uma das poucas subidas ao ataque, empatou com Marcelo. Com o tento, o brasileiro coroa mais uma ótima temporada ao marcar em todas as idas de mata-mata da Liga dos Campeões.

Na segunda etapa, o enredo do primeiro tempo se manteve e, mais uma vez, os Merengues foram incisivos. O espanhol Asensio, que havia entrado, marcou o gol no início. A equipe de Jupp Heynckes se lançou ao ataque, mas parou em Navas, que decretou a vitória madridista por 2 a 1.

Depois do embate desta tarde, as equipes voltam a se encontrar no estádio Santiago Bernabéu, em Madri. A partida está programada para às 15h45 (de Brasília) da próxima terça-feira, dia 1 de maio.

Primeiro tempo

Jogando diante de sua torcida e com uma formação bastante ofensiva, o Bayern começou adiantando sua linha de defesa e pressionando o adversário no campo de ataque. A estratégia teve êxito logo no primeiro minuto, quando Lewandowski roubou a bola na ponta direita e avançou em direção à grande área, porém, na hora de fazer o cruzamento foi desequilibrado pela marcação e a bola não chegou redonda para Müller, que não conseguiu dominar, facilitando o corte madridista.

O Real Madrid, por sua vez, não deixava barato e também marcava a saída de bola do rival, mas no momento em que a pressão não culminava em um desarme ou “chutão”, a equipe de Zinedine Zidane recuava e buscava escapar nos contra-ataques.

O time bávaro teve uma baixa importante antes dos 10 minutos de partida. O holandês Robben, que sentiu uma lesão, precisou deixar o campo para a entrada de Thiago Alcântara. Sem um jogador para incomodar o lado esquerdo defensivo do Real Madrid, o brasileiro Marcelo ganhou liberdade para ir ao ataque. Porém, em uma dessas subidas do lateral, o time bávaro contragolpeou e saiu na frente do placar. Kimmich foi lançado pela direita, aproveitando-se de um buraco na defesa adversária, avançou com a bola e finalizou para o fundo das redes.

Mesmo com a vantagem no placar, o Gigante da Baviera não diminuiu o ímpeto ofensivo e continuo criando boas jogadas. Aos 40, após escanteio, Lewandowski desviou e a bola sobrou para Hummels, sozinho na segunda trave, finalizar por cima do gol. No instante seguinte, Ribéry e Rafinha tabelaram na ponta esquerda, o brasileiro cruzou e Müller chutou de prima, no entanto, a bola bateu em Sergio Ramos e foi para fora.

Em uma das poucas chegadas ao ataque, os Merengues foram cirúrgicos e conseguiram empatar o duelo. Depois de lançamento, Carvajal desviou de cabeça, a bola passou por toda a entrada de grande área, e sobrou para Marcelo, que finalizou de primeira no cantinho de Ulreich.

Os mandantes não sentiram o tento tomado, seguiram no ataque e criaram duas grandes oportunidades de gol antes do intervalo. Aos 46, James cobrou falta na área para Lewandowski cabecear, sozinho, obrigando Navas a fazer boa defesa. Mais tarde, o polonês desviou bola alçada à àrea em escanteio e Müller, livre na segunda trave, finalizou de peito para fora.

O Bayern continuou melhor na segunda etapa, mas, com o dedo de Zinedine Zidane, o Real Madrid virou a partida. Na volta do intervalo, o francês tirou Isco, que fazia partida apagada, e colocou Asensio, e foi através dele que os Merengues marcaram. O brasileiro Rafinha errou passe, Lucas Vásquez puxou o contra-ataque e tocou para o espanhol, que, friamente, finalizou cruzado na saída de Ulreich.

Perdendo em casa, o Bayern se lançou ainda mais ao ataque e instaurou uma blitz. Aos 13 minutos, Ribéry limpou três marcadores dentro da área e chutou para defesa de Navas. Depois de quatro minutos, o francês parou novamente no goleiro. Mais tarde, após cruzamento, Hummels cabeceia para o meio da área e Lewandowski e Müller, de maneira inacreditável, se atrapalham e não conseguem empurrar a bola para as redes.

Aos 23, Ribéry, sempre ele, passou do jeito que quis por Modric e chutou colocado para outra ótima defesa de Navas. Os Merengues, que recuaram e tinham o contra-ataque como principal arma, assustaram o time bávaro sete minutos depois. Após trama ofensiva, Benzema saiu na cara do gol, mas parou em Ulreich, que fechou bem o ângulo do francês.

Na reta final do jogo, o Real Madrid, bem postado defensivamente, conseguiu neutralizar o potente ataque do Bayern de Munique. Com isso, vitória importantíssima da equipe de Zinedine Zidane na partida de ida das semifinais da liga dos Campeões.

Através do resultado, os Merengues confirmam uma supremacia recente diante dos campeões da Alemanha. Nas últimas seis partidas, contando com a desta tarde, o Real saiu vitorioso. Agora, a equipe de Jupp Heynckes precisa, mais do que ganhar, reverter um histórico recente, fora de casa, para ir à grande final do maior torneio de clubes da Europa.

FICHA TÉCNICA
BAYERN DE MUNIQUE-ALE 1X2 REAL MADRID-ESP

Local: Allianz Arena, em Munique (Alemanha)
Data: 25 de abril de 2018, quarta-feira
Horário: 15h45 (de Brasília)
Árbitro: Björn Kuipers (HOL)
Assistentes: Sander van Roekel (HOL) e Erwin Zeinstra (HOL)
Cartões amarelos: Ribéry e Thiago Alcântara (Bayern). Casemiro (Real Madrid)

Gols:
BAYERN:
 Kimmich aos 27 minutos do 1°T.
REAL MADRID: 
Marcelo aos 43 do 1°T e Asensio aos 11 minutos do 2°T.

BAYERN: Sven Ulreich, Joshua Kimmich, Mats Hummels, Jéröme Boateng (Süle) e David Alaba; Javi Martínez (Tolisso) e James Rodríguez; Arjen Robben (Thiago Alcântara), Franck Ribéry, Thomas Müller e Robert Lewandowski
Técnico: Jupp Heynckes

REAL MADRID: Keylor Navas, Dani Carvajal (Benzema), Sergio Ramos, Raphaël Varane e Marcelo; Casemiro (Kovacic), Luka Modric, Toni Kroos e Isco (Asensio); Lucas Vásquez e Cristiano Ronaldo
Técnico: Zinedine Zidane



Paulo Rogério/sportsmanaus@gmail.com

I live in Brazil, in the city of Manaus, which hosted 2014 World Cup matches, the Olympic 2016 men's and women's football tournament. I'm Paulo Rogério Veiga, 51, a reporter, journalist and owner of sports portal www.sportsmanaus.com.br. I would like to inform you that I have received material from FIFA for 35 years, in addition to Conmebol and UEFA. I have also been editor of globoesporte.globo.com/am/ portal. I am working as a press and publicity advisor to leverage your company, product, brand, your soccer career, whether player, coach, club, manager, any professional that Works and conducts business in football. I am a professional / base player agent and a soccer coach. I have contact with agents, international agencies, academies, intermediaries, scoutings, among others in Brazil and in world football, including with signed contract. Another work I do is to attract potential investors to sponsor clubs in Brazilian football, which seek to gain their place in the regional, national and even international scenario. Contact us. E-mail: paulo.imprensa@hotmail.com / pauloimprensa@gmail.com Contact: +55 (092) 3629-0651 (office) / +55 (092) 99171-9226 (live / watsapp). Leia mais em sobre o editor clicando aqui.