SportsManaus
FUTEBOL AMAZONENSE

Com a metade do grupo mantido, Manaus apresenta elenco em busca do tri do Amazonense e acesso à Série C em 2020

Foto: Janailton Falcão/Manaus FC

Com a apresentação de 30 jogadores e sete membros da comissão técnica, o Manaus Futebol Clube iniciou oficialmente a temporada para disputa do Campeonato Amazonense da Série A, Copa Verde, Copa do Brasil e Brasileiro da Série D 2019. O evento foi realizado nesta quinta-feira, 3/1, em um hotel na Zona Centro-Sul da cidade. O primeiro compromisso do Gavião do Norte será pelo Amazonense, contra o Sul América, no dia 2 de fevereiro, às 18h, no Estádio Ismael Benigno, a Colina, Zona Oeste.

Do elenco bicampeão ano passado, apenas 13 jogadores continuam na equipe. Foram contratados 11 jogadores de outros estados, sendo cinco vindos do Rio Branco-AC. Dos novos reforços, apenas um veio de outro clube do futebol amazonense, trata-se do atacante Victor, do Sul América.

Para o presidente do Manaus, Giovani Silva, com o grupo renovado praticamente pela metade. Ele disse ao SPORTSMANAUS, que considera mais forte tecnicamente em relação ao elenco da última temporada.

– Temos absoluta certeza que o grupo está bem forte e mais coeso em relação ao ano passado. O Manaus vem agora com espirito guerreiro na temporada, não deixando cair a peteca, pelo contrário, resolvemos fortalecer o grupo, em nosso entender bem mais forte do que já tínhamos. Vamos lutar pelo tricampeonato estadual, já na Copa Verde para chegar na final, na Copa do Brasil de passar pelo Vila Nova e no Brasileiro da Série D vamos lutar novamente, mas esse ano não vamos deixar escapar a chance de subir.

Campeão com Fast Clube, o treinador João Carlos Cavalo, com passagem por vários clubes do futebol amazonense, inicia seu trabalho com a esperança de conquistar títulos pelo Manaus, pois toda estrutura está sendo oferecida pelo clube para isso.

– A expectativa é a melhora possível, nós chegamos dentro de uma equipe que nos oferece uma condição muito boa de trabalho. Em outra oportunidade posso dizer, que em momento algum nós encontramos uma estrutura tão boa, na qual o Manaus está nos oferecendo. Nosso pensamento é dar uma condição para essa equipe se tornar competitiva, e isso vai acontecer nos treinamentos – explicou, mas ainda destacou.

– Já conheço alguns jogadores que trabalharam comigo. Quando se planeja um grupo, o treinador nunca tem 100% de probabilidade de acerto, além disso, não se consegue trazer todos os atletas que tem vontade. Nós temos boas indicações dos atletas que vieram, sendo a maioria com apoio meu e da diretoria, depois de uma análise. Espero que possamos fechar um bom trabalho, porque por onde passei realizei um bom trabalho.

Outras postagens...

Em casa, técnico do Nacional define jogo com São José-RS, pela Copa do Brasil sub-20: “É uma vantagem”

Paulo Rogério

Pela primeira vez na Série C, presidente e fundador do Altos-PI sonha com acesso à Série B ano que vem

Paulo Rogério

De virada, Manaus vence Imperatriz-MA na despedida da Série C

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol