Com uma sequência de 13 jogos invictos, Manaus empata com Fast e conquista o tricampeonato do Amazonense

204

Foto: Janailton Falcão/Manaus

Mesmo melhor em campo e com uma grande vantagem, devido a bela campanha e a vitória no primeiro jogo da final, o Manaus apenas empatou com Fast Clube em 0 a 0, mas mostrou mais uma vez sua superioridade ao conquistar o tricampeonato do Campeonato Amazonense da Série A. O jogo de volta de decisão, foi realizado na tarde deste sábado, 27/4, no estádio da Colina, zona Oeste da cidade.

Com uma sequência de 13 jogos invictos no campeonato, o Gavião do Norte foi muito superior e é um dos representantes do futebol amazonense no Brasileiro da Série D deste ano, já garantiu vaga na Copa do Brasil e Série D do ano que vem.

Depois de assumir o comando no final do primeiro turno e sem conhecer o elenco, o treinador Welington Fajardo, visivelmente emocionado, disse ao SportsManaus, que o título coroa todo trabalho, mas principalmente alertou ao elenco sobre a importância da conquista pela importância do Estado do Amazonas para o país.

Treinador Welington Fajardo enalteceu a conquista pela importância do Estado do Amazonas (crédito: Janailton Falcão/Manaus)

– Foi um título muito difícil conquistado dentro de campo, com 13 partidas invictas, agora é só comemorar. Tive mais foco nesse jogo do que os outros do campeonato, porque esse título é importante do tamanho do Amazonas. Falei para os jogadores vamos ser campeão e o povo amazonense não sabe como o estado é falado por todo Brasil de forma positiva, pelas belezas naturais, por ser um estado muito grande da União e mostrei para o grupo o quanto seria importante essa conquista – explicou ao SportsManaus.

Ao contrário do adversário, o Fast vem de uma sequencia desastrosa na competição com derrotas. Para o técnico Vladimir de Jesus, que chegou ainda na primeira fase, mas sendo campeão, disse que a equipe teve chances, mas reconheceu a superioridade do Manaus em campo.

– Ainda sim com dois jogadores a menos, nós tivemos chances reais, mas não soubemos aproveitar. O Manaus aproveitou sua vantagem no decorrer do campeonato, ampliou no primeiro jogo e está de parabéns pelo título. Nós deixamos a desejar no segundo turno todo, e isso fez com que perdêssemos a vantagem nas finais. Ainda não conversei com a direção do clube, mas tenho a consciência tranquila que fiz o melhor para o time.

Jogo

Comandante do Fast disse que o segundo turno da equipe foi ruim e prejudicou no direito da vantagem nas finais do campeonato (crédito: Paulo Rogério)

Com uma ampla vantagem, o Manaus quase abriu o marcador aos dois minutos de jogo. Panda lança na grande área e Jefferson de costas toca por cima e quase marca o gol.  Aos 22 minutos, Negueba cobra falta na grande área e Patrick sobe alto e toca de cabeça, mas sem perigo à meta do Fast.  

O Manaus foi melhor em campo e mostrava sua superioridade com as subidas com perigo ao ataque. Aos 34 minutos, Patrick lança na direita para Hamilton, que chuta cruzado, mas o goleiro do Tricolor de Aço defende no centro da meta.   

O Gavião do Norte continuava atacando e com pressão em cima do Fast. Aos 37 minutos, pela esquerda Vandinho cruza e Rossini chuta cruzado forte, mas sem direção para o gol do Tricolor. Em mais um ataque do Manaus, aos 46 minutos, Rossini cruza pela direita e Vandinho se antecipa a zaga e perde o gol sozinho na pequena área.  

O segundo tempo começou com Manaus buscando as jogadas no ataque. Aos quatro minutos, Panda chuta de longe de canhota e o goleiro do Fast fez uma boa defesa. Um minuto depois, o Fast deu o troco. Batata cruz e Cassiano e na pequena área toca de cabeça e quase marcou.  

Jogo foi muito disputado e cada bola os jogadores buscavam a posse de qualquer maneira (crédito: Paulo Rogério)

O Panorama da partida quase não mudou na etapa complementar. Aos 15 minutos, o Manaus teve a chance mais clara da partida de marcar. Depois de receber um lançamento, Jefferson ficou sozinho de cara para o goleiro, mas chutou para fora.  

Precisando vencer e por diferença de três gols para ser campeão, a situação do Rolo Compressor ficou praticamente impossível. Aos 24 minutos, Juninho depois de uma entrada de carrinho, o árbitro aplicou o segundo cartão amarelo e na sequência vermelho. Na mesma jogada, Batata recebeu o segundo amarelo e vermelho em seguida, mas depois de dois minutos, porque o árbitro não tinha percebido.

Com dois jogadores a menos, o Fast ficou numa situação de missão quase impossível. Mesmo assim, aos 30 minutos, Ronan recebe um passe na grande área e chuta, mas o goleiro Jonathan defendeu, evitando o gol do Fast.

Depois disso, o que se viu foram as tentativas desesperadas do Fast para tentar diminuir o placar e o Manaus jogando em ritmo de treino para passar o tempo. 

Ficha técnica:

Jogo: Manaus 0x0 Fast Clube 

Motivo: Campeonato Amazonense da Série A / Final  / Jogo de volta 

Local: Estádio Ismael Benigno, a Colina 

Horário: 15h

Renda: R$ 4.370,00

Público pagante:  721

Árbitro: Freddy Rafael Lopez Fernandez

Árbitros Assistentes: Uesclei Regison Pereira dos Santos e Jeová Rodrigues dos Santos 

Gols:

Advertências: Batata, Carlinhos Rocha, Willian Saroa, Dinamite e Juninho (Fast) e Thiago Spice, Patrick, Panda e Hamilton (Manaus)

Expulsões: Batata e Juninho (Fast) e Patrick (Manaus)

Manaus: Jonathan, Igor, Thiago Spice, Patrick, Negueba, Derlan, Panda, Hamilton, Rossini (Sávio), Jefferson e Vandinho. Técnico: Welington Fajardo.

Fast Clube: Roger Kath, Batata, Guigui, Carlinhos Rocha, Igor, Dinamite (Ramonzinho), Juninho, Willian Saroa, Cassiano (Tavinho), Ronan e Luciano (Caio John). Técnico: Vladimir de Jesus.



Paulo Rogério

I live in Brazil, in the city of Manaus, which hosted 2014 World Cup matches, the Olympic 2016 men's and women's football tournament. I'm Paulo Rogério Veiga, 51, a reporter, journalist and owner of sports portal www.sportsmanaus.com.br. I would like to inform you that I have received material from FIFA for 35 years, in addition to Conmebol and UEFA. I have also been editor of globoesporte.globo.com/am/ portal. I am working as a press and publicity advisor to leverage your company, product, brand, your soccer career, whether player, coach, club, manager, any professional that Works and conducts business in football. I am a professional / base player agent and a soccer coach. I have contact with agents, international agencies, academies, intermediaries, scoutings, among others in Brazil and in world football, including with signed contract. Another work I do is to attract potential investors to sponsor clubs in Brazilian football, which seek to gain their place in the regional, national and even international scenario. Contact us. E-mail: paulo.imprensa@hotmail.com pauloimprensa@gmail.com Contact: +55 (092) 3629-0651 (office) +55 (092) 99171-9226 (live / watsapp). Leia mais em sobre o editor clicando aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.