SportsManaus
FUTEBOL AMAZONENSE

Em mais um jogo, técnico do Rio Branco-AC disse que vitória em casa com Manaus é necessário pela Série D

Rio Branco-AC e Manaus voltam a se enfrentar mais uma vez na temporada. Uma sendo pela Copa Verde e outra na 1ª fase no grupo A1, do Brasileiro da Série D. Agora, as equipes se encontram pela 3ª fase da quarta divisão, muito próximo de lutar pelo acesso a Série C de 2019.

O primeiro jogo será neste sábado, 16/6, às 17h de Manaus, na Arena da Floresta, no Acre. A partida de volta será no dia 23 de junho, às 17h (18h de Brasília), no Estádio Ismael Benigno, a Colina, Zona Oeste da cidade.

Da capital acriana, o treinador do Estrelão, Jader de Andrade, em mais um confronto decisivo com quatro jogos, sendo dois empates e uma vitória para cada lado, disse ao SPORTSMANAUS, que é indiferente sobre algo envolvendo de rivalidade. Para ele, é mais uma decisão entre as duas equipes.

– Não diria rivalidade, mas que é um jogo que vale muito para as duas equipes. Creio que ainda não tem rivalidade, mas sim, um conhecimento entre os times. Cada equipe conhece a forma de jogar, ou seja, é um cuidado a mais em campo. Vai vencer que errar menos e conseguir fazer os gols nos momentos certos – disse, mas lembrou que não ficou nenhum ressentimento, quando o time foi eliminado na Copa Verde, pelo time amazonense.

Jogo em que o Rio Branco venceu o Manaus, na Arena da Amazônia (crédito: Paulo Rogério)

– Não tem sentimento de vingança, mas temos apenas o nosso objetivo do resultado positivo. É muito importante para o clube esse acesso à Série C. Vamos encarar com mais responsabilidade, estamos confiantes, determinados, trabalhamos duro o ano inteiro para esse momento de colocar em prática tudo aquilo que treinamos para conseguir esse acesso.

De acordo com comandante do Rio Branco, o fato de ter jogado quatro vezes com a mesma equipe, facilita em conhecer o adversário, bem como, o Manaus tem as mesmas informações para estudar seu time.

– Conhecemos sim, da mesma forma eles conhecem o Rio Branco. As estratégias podem dar certo e podem não dá, enfim, vai ficar muito na hora do jogo tudo isso. Temos estudado bastante, creio que eles também tem feito a mesma coisa. São os detalhes que vão prevalecer na hora do jogo, a equipe que tiver mais eficiência, será a vencedora – comentou.

– Nossa equipe perdeu alguns jogos, o que nos trouxe reflexões, trabalhamos em cima desses erros, tentamos sempre melhorar, fizemos várias vezes analises dos jogos que perdemos. Estamos trabalhando em cima disso, de cometer menos erros, o que será importante nessa fase. A equipe que errar menos, com certeza, vai passar de fase. Estamos trabalhando para isso.

Sobre o jogo em casa, e o compromisso de fazer o resultado positivo, Jader de Andrade, não classifica como algo obrigatório, mas ressalta que isso vai acontecer naturalmente, assim como foi com time paraense, pela segunda 2ª fase.

– Não vejo como obrigação, mas de extrema importância. É importante que nós possamos buscar o resultado, que tenhamos uma tranquilidade maior no jogo da volta. Foi isso que aconteceu com Independente, onde fizemos um bom resultado em casa e isso nos deu uma tranquilidade maior no jogo de volta. Com Manaus, não será diferente, vamos em busca da vitória para ter mais tranquilidade. Não encaramos como uma obrigação, pois em Manaus nós fizemos também bons jogos, onde vencemos na Arena da Amazônia.

Outras postagens...

No Arruda, Manaus quebra invencibilidade do Santa Cruz e segue na briga por vaga na Série C

Paulo Rogério

Invicto em casa, técnico do Ferroviário-CE reconhece jogo difícil com Manaus, mas busca um bom resultado na Série C

Paulo Rogério

Em nova goleada na Copa Verde, Manaus massacra Atlético-AC e vai às quartas de final

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol