SportsManaus
FUTEBOL INTERNACIONAL

Federação Francesa recomenda aos árbitros não interromper jogos por homofobia

Da redação do SportsManaus, com informações da GAZETA ESPORTIVA – São Paulo, SP

Foto: FRANCK FIFE/AFP

Os árbitros que apitam o futebol francês receberam uma recomendação polêmica. Nesta terça-feira, Noel Le Graet, presidente da Federação Francesa de Futebol, disse que pediu aos juízes para que não interrompam as partidas por causa de cantos ou bandeiras homofóbicas nas arquibancadas.

– Parar as partidas não me interessa. É um erro. Pararia um jogo por causa de gritos racistas, pararia uma partida por causa de uma briga, por causa de incidentes se houver perigo nas arquibancadas, mas não é o mesmo – disse, colocando a responsabilidade nos seguranças dos times.

– Os clubes devem controlar as pessoas que entram nos estádios, há funcionários ali para retirar essas bandeiras rapidamente. Mas parar os jogos é outra coisa, o jogo é algo mais complicado. Vamos nos preocupar em tirar as bandeiras, mas parar os jogos não – analisou.

Após a partida da seleção francesa contra Andorra, pelas Eliminatórias da Eurocopa 2020, o treinador Didier Deschamps apoiou o dirigente. “Normalmente não comento as declarações do meu presidente, mas o que posso garantir é que, no nível humano, ele é alguém que sempre lutou contra todas as discriminações no futebol”, disse.

Outras postagens...

Corinthians vence com dois gols de Luan e mantém esperança viva na Copa Sul-Americana

Paulo Rogério

Espanha anuncia ex-jogador Hierro como substituto de Lopetegui

Paulo Rogério

Brasil realiza último treino, com Tite usando outra formação, mas não revela titulares para o jogo com Uruguai

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol