SportsManaus
FUTEBOL FUTEBOL NACIONAL SÉRIE A

Flamengo massacra o Bahia em noite de ótimo jogo coletivo, três de Gabigol e salta para o G6 do Brasileiro

Da Redação do Sports Manaus, com informações – LANCE! – 18/07/2021 – 20:09 – Salvador (BA

Com a vitória por 5 a 0 deste domingo, Rubro-Negro passa a ser o sexto colocado do Campeonato Brasileiro, ainda com dois jogos a menos em relação à maioria das equipes

Foto: Alexandre Vidal / CRF

Em meio a jogos decisivos pelas oitavas da Libertadores, o Flamengo optou por não poupar jogadores e, nas estreias de Renato Gaúcho e Gabigol neste Campeonato Brasileiro, viu o letal camisa 9 marcar três gols, que não foram os últimos, pois Pedro e Vitinho entraram e fecharam a goleada sobre o Bahia por 5 a 0, no Estádio do Pituaçu, neste domingo, pela 12ª rodada. O imponente triunfo fora de casa leva o Rubro-Negro ao G6, na sexta colocação, com 18 pontos – um a mais em relação ao Tricolor.

MAIS UM PARA A ESTATÍSTICA

O Flamengo conseguiu ser dominante desde o primeiro minuto. Teve volume, posse de bola no campo de ataque e empilhou chances, construídas dos dois lados – mesmo com a marcação baixa do Bahia. E foi na base da imposição que Arrascaeta recebeu em boa trama até ser parado por Nino: pênalti. Para variar, Gabigol, ao seu melhor estilo, fez Matheus Teixeira entrar para a estatística ao fazer dele mais um goleiro que nem sequer sai na foto. Só nesta temporada, foi o sétimo pênalti convertido por Gabi com o mesmo roteiro. 

O PORQUÊ EMPOLGOU

Empolgou. Quem nunca leu isso numa manchete? Pois bem, o Flamengo fez por onde apelarmos para um clichê, já que massacrou um acuado Bahia e nem de longe fez a torcida lembrar-se do pífio desempenho da última quarta, pela Libertadores. Diego voltou voando e parecia que nem tinha se lesionado gravemente, há duas semanas; Arão deu um toque refinado na saída de bola; a zaga esteve bem, Arrascaeta distribuiu categoria; Isla foi protagonista no apoio… E Gabigol foi o Gabigol de sempre. Num dos ótimos avanços de Isla ao longo do primeiro tempo, o camisa 9 escorou e voltar a marcar. Fla de Everton não teve dificuldades (Foto: Alexandre Vidal / CRF)

EMPOLGAÇÃO DO BAHIA PAROU EM GABIGOL

Para o segundo tempo, Dado Cavalcanti cobrou as linhas mais altas para forçar o erro do Flamengo a todo instante. Surtiu efeito nos primeiros 15 minutos, quando, neste ínterim, Diego Alves teve que trabalhar, Gilberto perdeu boa chance, Galdezani ficou no travessão. Mas a reação parou em Gabigol. Antes de deixar o campo para descansar, como metade do time titular depois do terceiro gol, o centroavante recebeu uma bola em diagonal de Everton Ribeiro, dominou ajeitando e tocou com categoria para fazer “barba, cabelo e bigode” no jogo. Ali era o nocaute em cima dos mandantes. 

ESPAÇO PARA GOLEAR… E HUMILHOU

Com o Bahia abatido, o Flamengo, em ótima exibição coletiva, tinha espaço para golear… e humilhou. Pedro e Vitinho entraram no decorrer do segundo tempo e completaram o placar elástico. O primeiro – à la Ibrahimovic entre os zagueiros – marcou depois do segundo cruzar uma bola com perfeição. Depois, com naturalidade e contando com ótima jogada do garçom Arrascaeta, o camisa 11 fechou a goleada, já nos minutos derradeiros. Noite perfeita do Fla.  

OS PRÓXIMOS COMPROMISSOS

O Bahia volta a campo para jogar no próximo domingo, contra o Atlético-MG, fora e pela 13ª rodada do Brasileirão. O Flamengo também joga domingo pelo campeonato nacional, contra o São Paulo, em casa, mas antes tem a missão de atuar pela volta das oitavas da Libertadores. Em Brasília, enfrentará o Defensa y Justicia, em Brasília, com público e a vantagem de iniciar com 1-0 no agregado. 

FICHA TÉCNICA

BAHIA 0X5 FLAMENGO – 12ª RODADA DO BRASILEIRO

Estádio: Estádio de Pituaçu, em Salvador (BA)

Data e hora: 18 de julho de 2021, às 18h15 (de Brasília)

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO)

​Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva e Bruno Raphael Pires (ambos Fifa-GO)

Árbitro de vídeo: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)

Gramado: bom

Cartões amarelos: Matheus Bahia, Gilberto, Galdezani, Edson (BAH) / Diego Ribas (FLA)

Cartões vermelhos:

GOLS: Gabigol, 22’/1ºT (0-1), 41’/1ºT (0-2), 16’/2ºt (0-3); Pedro, 28’/2ºT (0-4); Vitinho, 38’/2ºT (0-5).

BAHIA (Técnico: Dado Cavalcanti)

Matheus Teixeira; Nino, Conti, Ligger e Matheus Bahia (Juninho Capixaba, intervalo); Patrick de Lucca (Edson, 33’/2ºT), Galdezani (Lucas Araújo, 33’/2ºT) e Thonny Anderson (Maycon Douglas, 15’/2ºT); Rossi, Rodriguinho (Pablo, 22’/2ºT) e Gilberto.

FLAMENGO (Técnico: Renato Gaúcho)

Diego Alves, Isla (Rodinei, 33’/2ºT), Gustavo Henrique, Léo Pereira e Filipe Luís (Renê, 18’/2ºT); Willian Arão, Diego Ribas (Gomes, 18’/2ºT), Everton Ribeiro e Arrascaeta; Gabigol (Pedro, 18’/2ºT) e Michael (Vitinho, 24’/2ºT).

 

Outras postagens...

Em reta final elétrica, Flamengo e Botafogo ficam no empate

Paulo Rogério

Ponte Preta vence dérbi campineiro, volta ao G4 da Série B e afunda Guarani

Paulo Rogério

Grêmio perde para o Caxias e deixa escapar título do primeiro turno do Gauchão

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol