Flamengo se reúne com autoridades, mas não responde questionamentos

208

Da redação do SportsManaus, com informações do LANCE – Alexandre Araújo – Rio de Janeiro (RJ)

Presidente do Rubro-Negro, Rodolfo Landim, deixou a sede do Ministério Público do Rio na tarde desta segunda-feira após um breve pronunciamento. Perícia começa nesta terça-feira

Foto: Alexandre Araújo

Representantes do Flamengo estiveram reunidos, na tarde desta segunda-feira, com diversos órgãos públicos para a discussão sobre o incêndio que atingiu parte o alojamento das categorias de base no Ninho do Urubu e fez dez vítimas fatais. O presidente Rodolfo Landim deixou o local após realizar um pronunciamento, sem responder questionamentos. Representantes da prefeitura do Rio de Janeiro e da Polícia Civil não se pronunciaram.

Estiveram presentes no encontro membros da prefeitura do Rio de Janeiro, Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e Ministério do Trabalho. Pelo Rubro-Negro,  além do mandatário, o vice Rodrigo Dunshee, o presidente do Conselho Deliberativo Antonio Alcides, o CEO Reinaldo Belotti e o ex-vice jurídico Flávio Willeman. 

Vistorias no centro de treinamento Ninho do Urubu vão começar nesta terça-feira pela manhã.  Segundo Eduardo Gussem, procurador-geral do Ministério Público, há a possibilidade de que o local seja interditado completa ou parcialmente.

– É importante registrar que a presidência do Flamengo assumiu todas as responsabilidades em relação ao evento, se comprometeu a dar todo acolhimento às famílias das vítimas e entregou à defensoria pública a condução dessa negociação com as famílias para reparo imediato. A partir de amanhã (terça-feira), faremos perícias amplas no CT do Flamengo, para que possamos analisar em que condições se encontra e se há necessidade de interdição plena ou parcial do local de trabalho. É um dano irreparável. Mas há também o aspecto preventivo, para que novas tragédias como essa não ocorram. Vamos verificar a legalidade trabalhista desses atletas. Assim como o ambiente de trabalho desses trabalhadores. – disse.

Já Fábio Vilella, procurador-chefe do MPT-RJ, salientou que haverá uma varredura no centro de treinamento para saber as condições do local e quais as medidas cabíveis, além de uma análise da relação de trabalho das crianças e adolescentes, não só no Flamengo, mas como nos outros clubes.

– A nossa vistoria vai avaliar, primeiramente, se o centro de treinamento está ou não em condições de funcionar. E a questão da relação de trabalho dessas crianças e adolescentes. A partir daí, vamos tomar as medidas cabíveis. O Flamengo se comprometeu a regularizar tudo, de imediato. Se não fizer isso, as medidas judiciais serão necessárias – apontou ele, que completou:

– Designei uma força-tarefa com procuradores da área do trabalho de crianças e adolescentes como do ambiente de trabalho. Tem duas questões envolvidas: o respeito à Lei Pelé e a indenização. Além disso, o aspecto preventivo, para que novas tragédia não ocorram. Não só no Flamengo, mas em outros clubes. Vamos fazer uma varredura em outros centros de treinamento para que isso não aconteça.

Rodolfo Landim afirmou que o foco do Flamengo, logo após o ocorrido era prestar todos os auxílio às famílias das vítimas e ressaltou que, na próxima sexta-feira, ocorrerá uma nova reunião com autoridades.

– Nesta oportunidade, o Flamengo revê a chance de documentar os trabalho que vem sendo feito. O foco era assistir às famílias das vítimas. O clube trouxe os familiares para o Rio e não poupou esforços para o suporte. Falamos da nossa vontade em indenizar essas famílias o mais rapidamente possível. Nosso interesse é na família desses meninos. Passamos também a nossa preocupação que temos uma série de rapazes que tem a vida organizada em volta do nosso centro de treinamento, com objetivo de vida focado em nosso CT, onde temos edução, assistência médica, assistência odontológica, psicológica e monitores assistindo aqueles meninos. Caso haja algum tipo de persistência na operação no CT, estamos focados para corrigir isso o mais rapidamente possível. Teremos essa reunião amanhã (terça-feira) com as autoridades presentes em nosso CT e uma nova reunião na sexta onde entendemos que teremos uma nova rodada de discussões – afirmou Landim.



Paulo Rogério

I live in Brazil, in the city of Manaus, which hosted 2014 World Cup matches, the Olympic 2016 men's and women's football tournament. I'm Paulo Rogério Veiga, 51, a reporter, journalist and owner of sports portal www.sportsmanaus.com.br. I would like to inform you that I have received material from FIFA for 35 years, in addition to Conmebol and UEFA. I have also been editor of globoesporte.globo.com/am/ portal. I am working as a press and publicity advisor to leverage your company, product, brand, your soccer career, whether player, coach, club, manager, any professional that Works and conducts business in football. I am a professional / base player agent and a soccer coach. I have contact with agents, international agencies, academies, intermediaries, scoutings, among others in Brazil and in world football, including with signed contract. Another work I do is to attract potential investors to sponsor clubs in Brazilian football, which seek to gain their place in the regional, national and even international scenario. Contact us. E-mail: paulo.imprensa@hotmail.com pauloimprensa@gmail.com Contact: +55 (092) 3629-0651 (office) +55 (092) 99171-9226 (live / watsapp). Leia mais em sobre o editor clicando aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.