SportsManaus
FUTEBOL AMAZONENSE

Manaus vence Santos-AP, fica em primeiro e enfrenta Real Desportivo-RO na segunda fase da Série D

Não foi uma grande vitória diante do Santos-AP por 2 a 0 pela atuação em campo, mas o suficiente para o Manaus confirmar a primeira colocação do grupo A2, com 14 pontos, no Brasileiro da Série D. O jogo foi realizado neste domingo, 9/6, no estádio da Colina, zona Oeste da cidade. Invicto na primeira fase, o Gavião do Norte enfrenta segunda fase mais uma vez o Real Desportivo-RO, agora em dois jogos no mata-mata.

As partidas da segunda fase serão realizadas nos dias 16 e 23 de junho. Devido a melhor campanha, o Manaus joga a primeira fora e decide em casa a vaga para próxima fase. As oitavas de final, acontece no dia 30 de junho e 7 de julho. Os jogos de ida e volta das quartas de final, serão nos dias 14 de julho e 21 de julho. A semifinal da Série D, no dia 28 de julho e 4 de agosto. As finais da competição, será no dia 11 e 18 de agosto.

Apesar da classificação em primeiro no grupo, o treinador do Manaus, Welington Fajardo, reconheceu ao SportsManaus, que o time não teve uma boa atuação, mas conseguiu se ajustar durante a partida e conseguir a vitória.

Treinador disse que o time entrou em campo meio desligado (crédito: Paulo Rogério)

– Nós estudamos bastante o Santos e conseguimos nosso objetivo, que era conseguir a primeira colocação. Tivemos uma boa vitória de 2 a 0, aparentemente pode parecer que foi um jogo fácil, mas no primeiro tempo entramos um pouco desligado e poderia ter complicado. Os jogadores se recuperaram e conseguiram reagir. Com relação ao nosso primeiro objetivo, sempre disse aos atletas que na verdade, o regulamento é uma vaga, ou seja, o segundo lugar poderia conseguir ou não – explicou.

Mesmo não tendo uma boa atuação, o atacante Mateus Oliveira, disse que a partida com Santos era decisiva, pois dependia da sequência na competição, mas com pensamento voltado de sair líder do grupo.

– Nós comentamos durante a preparação que não seria sete dias para esse jogo, mas de 15 dias, porque através do resultado positivo nós teríamos um parâmetro para o mata-mata. Nós entramos com essa mentalidade e pensamento, e conseguimos fazer um gol logo no início, o que nos deu tranquilidade. O adversário não tinha nada o que perder, e isso é um dos piores jogos para fazer – concluiu.

Sem ter vencido um jogo na Série D, o comandante do Santos, Edson Porto, explicou que o planejamento da equipe foi totalmente diferente em relação aos anos anteriores e com uma equipe bem jovem. Para ele, a competição serviu de laboratório, pois agora o Santos vai disputar o Campeonato Estadual e a Copa Verde.

– É verdade, nossa campanha não foi dentro que esperávamos mesmo sabendo que a competição era muito difícil, mas formamos um time completamente novo e usando meninos da base. Hoje usamos três atletas da equipe Sub-20, onde o resultado é reflexo daquilo que propusemos a fazer, ou seja, de trabalhar na formatação para o estadual, algo diferente do que fazíamos nos últimos anos, quando vínhamos do estadual para jogar a Série D.  

Apesar da vitória, Manaus não teve uma boa atuação (crédito: Paulo Rogério)

Jogo 

O primeiro lance de perigo foi do Manaus. Aos 10 minutos, Dolem pela esquerda cruza e Hamilton toca de cabeça e perde a chance de marcar. O Manaus dominava a partida, mas não conseguia chegar com mais perigo na meta do Santos.

Depois de algum tempo, aos 32 minutos, o zagueiro Spice se aventura no ataque e chuta de longe com perigo no canto esquerdo do goleiro.  Aos 34 minutos, Igor cobra tiro de canto pela direita e Hamilton sobre mais do que a zaga do Santos para fazer, 1 a 0 Manaus.

Depois do gol, o Gavião do Norte teve mais espaço para trabalhar a bola, já que o adversário teve que sair mais do setor defensivo. Aos 40 minutos, tabela de Sávio com Jean Caros, que chutou forte no canto direito, mas o goleiro evitou o gol do Manaus. 

Aos 43 minutos, o Manaus ampliou o marcador. Depois de um chute de Hamilton, o goleiro deu rebote e na sobra Mateus chuta sem chances para o goleiro, 2 a 0. 

No segundo tempo, para mudar o resultado, o técnico do Santos fez duas mudanças. Mesmso assim, o Manaus comandava em campo o ritmo de jogo. Aos nove minutos, Sávio de frente para meta chutou e a bola bateu na trave direita e quase entrou. 

Aos 17 minutos, pela esquerda Derlan vai pela linha de fundo e toca para Hamilton, que passa pelo zagueiro, mas chutou por cima da meta do Santos. O primeiro lance de real perigo do Santos, veio aos 26 minutos. Cobrança de falta frontal, Otávio chuta no canto esquerdo, mas Jonathan evita o gol.  

Aos 41 minutos, tabela de Igor com Hamilton, que chutou, mas o goleiro evitou mais um gol do Manaus, colocando a bola pela linha de fundo. 

Ficha técnica:

Jogo: Manaus 2×0 Santos-AP

Motivo: Campeonato Brasileiro da Série D /1ª fase  /6ª rodada 

Local: Estádio Ismael Benigno, a Colina – Manaus/AM

Horário: 17h

Renda: R$ 2.040,00 

Público presente: 323   

Árbitro: Philip Georg Bennett (RJ) 

Árbitros assistentes:  Wendel de Paiva Gouvea e Rafael Gomes Rosa (RJ)

Gols: Hamilton 34min 1ºt e Mateus 43min 1ºt (Manaus)

Advertências: Martony (Manaus) e Charles e Otávio (Santos-AP)

Manaus: Jonathan, Igor, Thiago Spice, Martony, Negueba, Derlan, Jean Carlos, Sávio (Vitinho), Dolem (Charles), Hamilton e Mateus (Evair). Técnico: Welington Fajardo.

Santos-AP: Redson, Diego, Thuran, Charles, Batata (Fabiano), Adriano, Otávio, Renato (Eduardo), Dhiego, Jean (Hiasco) e Bruninho. Técnico: Edson Porto.

Outras postagens...

Com 584 minutos, dois gols e quatro assistências, técnico do Kazma diz sobre Hamilton: “Tem correspondido”

Paulo Rogério

Desenhista transforma paixão do filho pelo Manaus FC em arte

Paulo Rogério

Com passagem pelo Paraná, zagueiro do Nacional acredita em vitória na estreia na Copa SP

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol