Médico do Fast trabalha para liberar jogadores positivados pela Covid-19

126

Foto: Divulgação / Fast Clube 

Depois de atestar nove jogadores positivados com o novo coronavirus, e mais o treinador Lecheva, o motorista e o cozinheiro, o Fast Clube tenta resolver a situação dos infectados para dar continuidade a pré-temporada, visando a disputa do Campeonato Brasileiro da Série D.

Com somente 13 jogadores sem a Covid-19, o médico do Rolo Compressor, José Carlos trabalha para liberar os outros atletas para o elenco ficar completo para as atividades em campo.

– Dos que positivaram nenhum tem a doença. Eles só tem o vírus, porque eu fiz um rastreamento com outros exames para verificar se eles tinham alguma doença, e eles não tem. Eles só tem o coronavíurs no corpo, mas não estão com a doença, ou seja, estão no período de transmissibilidade. A gente prevê na sexta-feira, que quatro não estejam mais positivos e os outros cinco na próxima quarta-feira, não estejam mais positivos – explicou, mas alertou.

– Quem positivou ainda com possibilidade grande de transmitir o vírus, a gente afastou. Na verdade foi feito um teste anticorpos totais. Esse teste é extremamente fidedigno e especifico. Através do laboratório CDL, a gente conseguiu fazer o teste que dosa o IGM, IGG e o IGA, ou seja, a gente fez um rastreamento. Além disso, também pedi um hemograma, PCR, VHS, testosterona e vitamina HD dos atletas. Isso nos possibilita acompanhar se o jogador tem alguma doença ou algum vírus pelo corpo – finalizou o médico.

Apesar da luta fora de campo para vencer os males da Covid-19, o responsável pelo departamento médico do Fast Clube, sinaliza como positivo a continuidade dos treinos fora a parte, enquanto os outros aguardam a liberação.

– O grupo de 13 jogadores que estão negativos, eles já começam a treinar o mais rápido possível. Os que estão positivados, que são nove, provavelmente vão fazer algum treino a parte com uma carga menor de intensidade. O ideal é que eles não fiquem parados totalmente, porque esses nove que positivaram não tem a doença. A gente só buscou investigar se eles já tiveram a doença, se já entraram em contato com o vírus ou se estão saindo do período de transmissibilidade, pois muitos deles já estão nesse período.



Paulo Rogério

I live in Brazil, in the city of Manaus, which hosted 2014 World Cup matches, the Olympic 2016 men's and women's football tournament. I'm Paulo Rogério Veiga, 51, a reporter, journalist and owner of sports portal www.sportsmanaus.com.br. I would like to inform you that I have received material from FIFA for 35 years, in addition to Conmebol and UEFA. I have also been editor of globoesporte.globo.com/am/ portal. I am working as a press and publicity advisor to leverage your company, product, brand, your soccer career, whether player, coach, club, manager, any professional that Works and conducts business in football. I am a professional / base player agent and a soccer coach. I have contact with agents, international agencies, academies, intermediaries, scoutings, among others in Brazil and in world football, including with signed contract. Another work I do is to attract potential investors to sponsor clubs in Brazilian football, which seek to gain their place in the regional, national and even international scenario. Contact us. E-mail: paulo.imprensa@hotmail.com pauloimprensa@gmail.com Contact: +55 (092) 3629-0651 (office) +55 (092) 99171-9226 (live / watsapp). Leia mais em sobre o editor clicando aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.