full screen background image

Miranda evita reclamar de falta, mas imagina: “Se tivesse me jogado…”

87

Da redação do SPORTSMANAUS, com informações da GAZETA ESPORTIVA

Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo

A adoção do árbitro de vídeo na Copa da Rússia não é suficiente para acabar com as polêmicas em torno da arbitragem. Após o empate da Seleção contra a Suíça, registrado neste domingo, Miranda evitou reclamar do juiz mexicano César Ramos, mas imaginou um desfecho diferente para o lance que marcou o gol europeu em Rostov.

A Suíça empatou logo aos quatro minutos do segundo tempo. Em cobrança de escanteio vindo da direita, Zuber empurrou Miranda antes de cabecear livre diante de Alisson. Questionado sobre a jogada, o zagueiro da Inter de Milão manteve a serenidade característica.

– Naquela jogada, se eu tivesse me jogado, talvez poderia assinalar mais o empurrão. Mas tem o árbitro de vídeo. Eles viram e acharam que não foi para tanto. A vida segue. É pensar jogo a jogo, focar no próximo e fazer os três pontos. É apenas o começo e sabíamos que não seria fácil – disse Miranda à TV Globo.

Aos 33 anos de idade, o zagueiro é um dos líderes e capitães da Seleção Brasileira. Ao invés de reclamar da arbitragem conduzida pelo mexicano César Ramos, Miranda reconheceu que o time comandado pelo técnico Tite cometeu equívocos que não costuma cometer.

– Tentamos impor nosso ritmo. Mas, infelizmente, erramos muitos passes e jogadas fáceis. O adversário cresceu um pouco porque tem qualidade. Em Copa do Mundo, não existe jogo fácil. Mas estamos centrados no nosso objetivo e, com certeza, vamos buscar os três pontos no próximo jogo – reiterou.

Miranda ainda negou que o resultado seja suficiente para desestabilizar o Brasil antes do jogo contra a Costa Rica, marcado para as 9 horas (de Brasília) de sexta-feira, em São Petersburgo. “Não abala. Sabemos que grandes seleções já iniciaram perdendo. Vamos fazer um grande jogo no próximo confronto e sair com a vitória” projetou.



Paulo Rogério/sportsmanaus@gmail.com

I live in Brazil, in the city of Manaus, which hosted 2014 World Cup matches, the Olympic 2016 men's and women's football tournament. I'm Paulo Rogério Veiga, 51, a reporter, journalist and owner of sports portal www.sportsmanaus.com.br. I would like to inform you that I have received material from FIFA for 35 years, in addition to Conmebol and UEFA. I have also been editor of globoesporte.globo.com/am/ portal. I am working as a press and publicity advisor to leverage your company, product, brand, your soccer career, whether player, coach, club, manager, any professional that Works and conducts business in football. I am a professional / base player agent and a soccer coach. I have contact with agents, international agencies, academies, intermediaries, scoutings, among others in Brazil and in world football, including with signed contract. Another work I do is to attract potential investors to sponsor clubs in Brazilian football, which seek to gain their place in the regional, national and even international scenario. Contact us. E-mail: paulo.imprensa@hotmail.com / pauloimprensa@gmail.com Contact: +55 (092) 3629-0651 (office) / +55 (092) 99171-9226 (live / watsapp). Leia mais em sobre o editor clicando aqui.