SportsManaus
Agência Sports ManausCOPA DO BRASILFUTEBOLFUTEBOL NACIONAL

“Não podemos sentar em cima da vantagem”, diz técnico do Flu sobre o jogo da semi com Sport, pela Copa do Brasil Sub-17

Na semana passada, no primeiro confronto fora, o Flu venceu o Leão por 2 a 1, na Arena Pernambuco.

Foto: LEONARDO BRASIL/ FLUMINENSE FC

Muito próximo de chegar na grande final da Copa do Brasil Sub-17, a exemplo da temporada de 2020, o Fluminense deu grande passo na vitória no primeiro jogo da semifinal, mas sabe que nem tudo está definido, por isso, respeito ao adversário é ordem para todos. Na partida de volta, a garotada do Tricolor encara o Sport Clube do Recife, nesta quarta-feira, 24/4, às 15h (de Brasília), no Estádio de Moça Bonita, no Rio de Janeiro. Na semana passada, no primeiro confronto fora, o Flu venceu o Leão por 2 a 1, na Arena Pernambuco.

De acordo com o técnico Felipe Canavan, o resultado obtido antes foi bom, mas futebol se decide dentro de campo, portanto, a equipe não pode pensar em vantagem, mas sim, todos concentrados para jogar naturalmente, como vem acontecendo.

– Consideramos muito bom o resultado contra o Sport, em Recife-PE, mas a verdade é que, em um confronto deste nível, contra uma equipe tão qualificada quanto a do Sport, precisamos ter o mesmo nível de atenção e concentração de sempre, impor nosso ritmo de jogo, controlar as ações e explorar o que temos de bom para buscarmos o gol – disse, ainda citou ao SPORTS MANAUS.

– Não podemos sentar em cima da vantagem, mas, sim, estar dispostos a aumentá-la e ir construindo o resultado. Temos que competir de novo em alto nível para, a partir daí, pensar na classificação. Vai ser desafiador – afirmou Felipe.

Apesar do adversário ainda ter vencido seus jogos fora, tendo um empate e uma derrota, o treinador do Flu, disse que não pode se apegar aos números. Para ele, o Leão ainda se deu por vencido, pois tudo pode acontecer.

LEIA MAIS:

– Não podemos olhar para os resultados do Sport longe de seus domínios, porque o futebol é um esporte muito específico. Cada jogo tem sua história. Eles têm um empate e uma derrota fora, mas em situações peculiares, em que, em boa parte do tempo, foram superiores ao adversário e não conseguiram marcar gols – lembrou, mas ainda reforçou.

– Pode ser que não tenham vencido por isso. Então, estamos mais preocupados em fazer nosso jogo da melhor maneira possível. O confronto de amanhã (quarta-feira) será completamente diferente dos outros. Acho que eles vão se dedicar e estar ainda mais concentrados para tentar buscar que precisam para avançar. Devemos ficar atentos para não ceder essa condição – completou o comandante do Fluminense.

 

 

 

 

 

 

Outras postagens...

No primeiro mata-mata do acesso na Série D, técnico da Portuguesa-RJ diz sobre o Amazonas: “Vamos fazer um grande jogo”

Paulo Rogério

Adversário do Fast na Copa do Brasil Sub-17, presidente do Andirá-AC diz: “A parte financeira é uma dificuldade”

Paulo Rogério

No mata-mata da Série D, São Raimundo por duas vezes fica na frente, mas no final empata com Tocantinópolis-TO

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...