SportsManaus
NOTÍCIAS

“Não tem pressão”, afirma técnico do Brusque-SC sobre a final histórica da Série D na Arena da Amazônia

Foto: Lucas Gabriel Cardoso/Brusque FC

Com 32 anos de fundação, o Brusque Futebol Clube, de Santa Catarina, vive seu momento mais significativo em toda sua história. A partida de volta com Manaus na grande final do Brasileiro da Série D, neste domingo, 18/8, às 15h (16h de Brasília), na Arena da Amazônia, pode marcar o maior feito do clube no futebol brasileiro. No primeiro jogo na semana passada, as equipes empataram em 2 a 2, mas quem vencer conquista a Série D, porém, se houver empate no tempo normal a decisão será na cobrança de penalidades.

Apesar de jogar fora de casa na decisão da Série D, o técnico Waguinho Dias, disse ao SportsManaus, que o Bruscão está preparado para enfrentar o Manaus e o grande público que deve lotar o estádio. Para ele, os jogadores não vão sentir a pressão e muito menos jogar no palco que sediou os jogos da Copa do Mundo de 2014.

– Nós já sabemos que vai ser casa cheia, vai ser muito bom jogar em um estádio de Copa do Mundo. Não tem pressão nenhuma jogar assim, o que vale é dentro de campo, tentar fazer o melhor, jogar dentro de campo e os atletas estão bem equilibrados emocionalmente. Não vai ter interferência nenhuma jogar na Arena da Amazônia, pelo contrário, é muito bom, mas isso não vai influenciar em nada para nós – alertou, mas afirmou sobre o primeiro jogo.

No centro, o técnico Waguinho ao lado de sua comissão técnica no treino na manhã deste sábado, no CT do Nacional (crédito: Foto: Lucas Gabriel Cardoso/Brusque FC)

– Nós estávamos vencendo por 2 a 0, e acabou tendo o empate com muita honra e garra com muitas situações do Manaus que fez por merecer. Não tem lição nenhuma para a partida de volta, não tem nada disso, foi uma situação de momento de jogo. O Manaus foi feliz realmente em poder fazer dois gols de cabeça e conseguiu o empate. Infelizmente não fomos competentes para fazer o terceiro, onde tivemos condições, mas foi um belo jogo – comentou Waguinho.

 Agora conhecendo de perto seu adversário, o comandante Quadricolor, lamente ter perdido dois de seus principais jogadores, mas lembrou que o Manaus também não vai contar com duas peças importantes no esquema tático do clube.

– Depois do primeiro jogo que fizemos com Manaus, lógico que as duas equipes se conhecem melhor, já se estudaram e jogaram, uma equipe já conhece a outra e sabem como jogar e o esquema tático. Por mais que o Hamilton e Rossini não joguem pelo lado do Manaus, nós também perdemos Romário e Zé Matheus, que fez um gol. Acho que se equivalem as equipes, e o jogo da volta o que vai prevalecer é o equilíbrio emocional – contou, mas afirmou que o grupo veio para buscar o título.

– Todos estão confiantes, tanto a equipe do Manaus como a nossa já são vitoriosos, já estão na Série C e o título é para coroar, é para fazer um grande jogo, jogar um bom futebol, não jogar um anti-jogo e temos que fazer um belo espetáculo para 45 ou 50 mil pessoas. Nós estamos preparados, vamos fazer realmente tudo trazer o título para Santa Catarina, tanto é histórico para o Manaus, quanto para o Brusque. Os nossos jogadores estão tranquilos nesse momento e vão fazer um grande jogo.

Sobre a possibilidade de conquistar um título nacional, Waguinho Dias, afirma que será o ápice de sua carreira até agora, pois todos que trabalham no futebol quando disputam qualquer competição, sempre buscam o melhor para a equipe, no caso o título em disputa.

– É muito importante para todos que estão trabalhando, para os atletas, comissão técnica ser campeão nacional e trazer no currículo, isso é importantíssimo e muito bom para nós. É o meu título nacional que estou buscando, espero que a gente conquiste, mas do outro lado tem uma equipe e um treinador muito competente também, mas quem vai ganhar com isso é o futebol brasileiro. Espero que seja um bom jogo, que a gente continue bem na carreira e que o Manaus faça renascer o futebol da Amazônia – concluiu.

Outras postagens...

Mesmo com acesso, presidente do Penarol-AM explica saída de técnico da Série B

Paulo Rogério

Dória confirma que F1 segue em Interlagos até fim do contrato, em 2020

Paulo Rogério

Emocionante. Único negro da Nascar chora ao ser escoltado por pilotos

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol