SportsManaus
NOTÍCIAS

Ney Valente aguarda audiência com papa Francisco sobre tema capoeira, no Sínodo da Amazônia, no Vaticano

Foto: Arquivo pessoal 

Considerada um dos maiores símbolos da cultura brasileira, e criada no século XVII pelo povo escravizado da etnia banto, a capoeira será um dos principais temas apresentados pelo contramestre amazonense, Ney Valente, 38 anos, com papa Francisco, por ocasião do Sínodo da Amazônia, no Vaticano. O encontro que iniciou no dia 6 e vai até 27 deste mês, tem o tema “Amazônia: novos caminhos para a Igreja e para uma Ecologia Integral”.

Graduado em pedagogia, Ney Valente, há 23 anos atua na capoeira, pela Associação de Capoeira Arte Revelação, com atividades realizadas em cinco núcleos de Manaus, tendo como base o Centro de Artes Irmã Yolanda Setúbal, de segunda à sexta-feira, das 18h às 21h, com crianças, jovens e adultos das periferias, na faixa 6 a 66 anos. Além de outros locais nos bairros Viver Melhor, João Paulo, Cachoeirinha e na Escola Municipal Percilia do Nascimento, bairro da Compensa, zona Oeste.

Oportunidade

De Roma, com exclusividade ao SportsManaus, Ney Valente, disse que aguarda apenas a confirmação da assessoria de comunicação do Vaticano de sua audiência com papa Francisco. Ele revelou como surgiu essa oportunidade de participar do Sínodo da Amazônia.

Ney disse que vai provar ao papa Francisco os benefícios que a capoeira proporciona (Foto: Arquivo pessoal)

– Faço parte da equipe itinerante que trabalha com os três rostos: Indígenas, Ribeirinhas e Urbanas. Trabalho na periferia de Manaus com pessoas vulnerabilidade sociais. Isso me integra dentro do chamado do Papa, que é o Sínodo da Amazônia, que vem trabalhando justamente esses três rostos. A gente faz parte da mesa redonda do sínodo também – revelou.

Pauta

Profundo conhecedor da capoeira no Estado do Amazonas, o contramestre, afirmou que vai mostrar ao papa Francisco, que a capoeira não é apenas uma mistura de arte marcial, esporte, cultura popular, dança e música, mas tem um cunho muito maior que pode ajudar o ser humano como um todo.

– Uma das minhas propostas para o Papa Francisco é que através do nosso governo está difícil de manter a capoeira em Manaus e no Brasil. Estamos com um projeto desde 2014 para a profissionalização da capoeira, além de entrar na grade curricular nas escolas. Desde 2014 estamos nessa peleja a nível nacional e não conseguimos ainda. Na verdade, vamos sondar com papa Francisco a possibilidade de instituições estrangeiras, que possam financiar esse projeto e entrar como apoio – justificou, mas ainda acrescentou.

– Já foi provado que a capoeira humaniza, quem faz um trabalho sério realmente. A capoeira é capaz de educar, humanizar e exige disciplina, pois isso tem que está nas escolas, porém, o capoeirista tem que estar qualificado para isso também. A proposta que vamos levar ao papa é justamente essa, que consiga e nos dê uma luz.

Confiança

O Contramestre em uma entrevista para a Rádio Vaticano (Foto: Arquivo pessoal)

Confiante de convencer o papa Francisco para a importância da capoeira não apenas como esporte, mas uma ferramenta social essencial na formação do cidadão, Ney Valente, não vai medir esforços de mostrar a Vossa Santidade os benefícios positivos de um dos maiores símbolos da cultura brasileira

– Na verdade, a capoeira está em 170 países do mundo, de uma maneira ou de outra, particular ou voluntariado. Por exemplo, em Israel, a capoeira faz parte da grade curricular das escolas. Em outros países a capoeira participa da grade extracurricular. O Papa Bento com a visão que tem, os seguidores tem tanto da igreja e as pessoas cristãos e autoridades podem se sensibilizar com apelo do Papa. Na verdade, vamos pedir que ele faça um apelo, que abra as portas para capoeira, que incentive para dizer que humaniza. É esse pedido que vamos fazer – comentou Ney, mas ainda frisou.

– Estou aqui para provar que a capoeira é realmente humaniza. Espero que depois dessa conversa com ele, possa repercutir e ter uma nova visão, até mesmo pelos capoeiristas de valorizarem mais o que tem, bem como, a valorização dos mestres também, porque muito estão morrendo de fome no Brasil. O papa Francisco é aberto a tudo que venha a humanizar o ser humano. Esse olhar humano do Papa abre as portas para gente adentrar nesse mundo da igreja e dos seres humanos.

Outras postagens...

Prefeitura diz que multou Flamengo quase 30 vezes por falta de alvará

Paulo Rogério

FPF planeja jogos do Paulistão em outros estados e avalia ‘ judicialização do caso’

Paulo Rogério

Tite repete escalação em treino e confirma Brasil para estreia na Copa

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol