full screen background image

Para vencer na profissão, jovem goleiro Renan Vitor encara futebol com muito trabalho e dedicação

143

Que a vida de goleiro não é fácil todos sabem e talvez seja a posição mais injusta do futebol, pois qualquer vacilo pode significar a perda de um título e até uma temporada. Para o jovem, Renan Vitor, 18, isso não assusta, pelo contrário, serve como fator motivacional para encarar a profissão com dedicação, empenho e profissionalismo. Atual goleiro do Independente de Mogi Guaçu, do interior de São Paulo, com seus 1,86, o goleiro sonha com um futuro melhor no futebol brasileiro e até internacional.

Segundo Renan, aos oito anos de idade ele sonhava ser um jogador de futebol, mas na posição de goleiro e não tinha dúvida disso. Sua maior referência é o goleiro alemão Neuer, campeão mundial com a seleção da Alemanha na Copa do Brasil em 2014. Para ele, atuar na posição é algo que exige muito trabalho, por vários motivos dentro do contexto do futebol.

– Jogar como goleiro é uma grande responsabilidade, porque não pode errar. O jogador sempre tem que estar concentrado e focado na partida, porque qualquer descuido pode acabar saindo o gol do adversário. É a posição mais injusta do futebol, onde você pode fazer um monte de defesas incríveis, mas se levar um gol que poderia ter sido evitado, o goleiro acaba sendo crucificado. Por isso digo, que goleiro tem que estar atento o jogo todo – comentou.

Dedicação

Para vencer na profissão, o jovem goleiro não mede esforços e dedicação para alcançar seus objetivos. Segundo ele, é fundamental e necessário uma boa preparação nos treinos para chegar em campo e sobressair diante das adversidades e surpresas do futebol.      

– O goleiro é o primeiro a chegar e o último a sair dos treinos. É o que treina mais para não cometer erros nas partidas, porque qualquer falha pode acarretar a perda de sua equipe. Atuar na posição é complicado, você tem que estar bem nos treinos e nos jogos. O goleiro só é um no campo, por isso, ele tem que dar o seu máximo para não perder a vaga. Quando ocorre uma partida decisiva nossa responsabilidade é grande, principalmente quando está em jogo o título ou uma classificação.

Jovem goleiro disse que a posição é uma das mais injusta do futebol (crédito; divulgação)

Equipe

Há um ano no Independente de Mogi Guaçu, o goleiro, disse que a equipe é nova e disputa a 1ª divisão da Liga Paulista. De acordo com ele, a preparação do elenco foi bom, vencendo dois jogos-treinos diante de equipes tradicionais do futebol paulista no sub-20, como Mogi Mirim, e principalmente a Ponte Preta, da elite do futebol brasileiro

–  A equipe é muito nova. Nossa meta era permanecer na primeira divisão e conseguimos. O clube tem uma comissão técnica com excelentes profissionais, sendo ex-jogadores conhecidos no futebol brasileiro. Ano que vem vamos brigar pelo título, pois a diretoria está atrás de reforços. O clube tem o seu próprio Centro de Treinamento (CT), com um campo oficial, um campo reduzido, uma quadra de areia e futsal, além de uma piscina, dois alojamentos e uma academia fora do clube.

Apoio incondicional

Fora de campo, Renan Vitor, conta com apoio e ajuda de uma torcedora incondicional em todos os momentos de sua carreira: a mãe, Juliana Covo. Mesmo não estando perto, ela não mede esforços para ver seu filho vencer no futebol e conquistar muitos títulos na carreira. Para ela, o esporte tem seus momentos de alegria e tristeza, mas ela acredita no potencial do Renan para conquistar seus objetivos.

– A profissão de jogador profissional é muito difícil, pois é uma área muito concorrido. O atleta sempre tem que estar bem para jogar. Eu não consigo ir aos estádios, mas ouço os jogos pela transmissão da Rádio e também assisto os canais no youtube. É prazeroso quando alguém o elogia, mas também tenho que me acostumar com críticas, pois quando você está em campo, fica propício a tudo, independente se for críticas ou elogios.

Característica 

Ainda jovem na posição, mas já atuando como profissional, Renan, afirma que tem disposição para aprender ainda mais, pois sua meta á conquistar um lugar de destaque no futebol brasileiro. O goleiro, explica como é seu comportamento dentro de campo durante os jogos.

Renan afirma que em campo orienta seus colegas de time pela visão que o goleiro tem do jogo (crédito: divulgação)

– Sou muito novo ainda, mas me considero um jogador que chama a responsabilidade quando precisa dar uma bronca nos companheiros, quando é preciso elogiar, eu elogio sem problemas. Acho muito importante a postura em campo, principalmente para o goleiro que tem de ser exemplo dentro e fora do gramado. Na posição, se aprende todos os dias, onde a formação de goleiro é a mais demorada do que um jogador de linha – e ainda acrescentou.

– A todo o momento oriento os meus companheiros, pois é muito importante o goleiro participar do jogo o tempo todo, não só com as defesas, mas também orientando o time. Estando lá atrás, eu vejo o jogo todo, mas é mais do que a minha obrigação. Não existe goleiro mudo, porque é preciso esta falando para meus companheiros ficarem atentos e não se desligaram em momento algum da partida.

Os interessados podem manter contato com Renan Vitor pelos números (014) 98133-8163 (tim) / (014) 98135-4319 (watsapp) / Facebook: Renan Vitor / E-mails: rvbueno81@gmail.com / tiago.tadeu79@gmail.com

Jovem goleiro diz que muito treino é necessário para realizar um bom trabalho em campo (crédito: divulgação)

Dados

Renan Vitor Bueno, 18 anos, goleiro, 1,86, natural de Botucatu (SP). Jogou por quatro meses no Independente de Limeira, mas não disputou nenhuma competição federado. Renan, há um ano atua na equipe do Independente de Mogi Guaçu (SP), disputando a Liga Paulista, como federado e profissional. O jogador foi o mais novo a integrar o elenco, mesmo com idade para jogar na Liga do sub-18 me, mas os dirigentes dos clubes promoveram o atleta a profissional.



EDITOR - Paulo Rogério Veiga, comunicador esportivo, repórter, radialista e agente business de jogadores e treinadores. Contato 55+ (92) 99171-9226 vivo/watsap / 55+ (92) 98193-1304 tim/watsap. Email: pauloreporter@hotmail.com / pauloimprensa@gmail.com Leia mais em sobre o editor clicando aqui.