Pedido de anulação de Botafogo x Palmeiras será julgado no dia 18

223

Da redação do SportsManaus, com informações do LANCE – LANCE! – Rio de Janeiro (RJ)

Pleno do STJD marca julgamento para a próxima terça-feira, em sessão itinerante que será realizada em Salvador. Partida, vencida pelo Verdão por 1 a 0, está suspensa 

Foto: Divulgação/Palmeiras

O Pleno do STJD agendou para a próxima terça-feira, às 10h30, o julgamento do pedido de impugnação da partida entre Botafogo e Palmeiras, válida pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. O processo entrou em pauta na sessão itinerante do Tribunal e será julgado em Salvador. 

A marcação do julgamento ocorreu após a CBF enviar o relatório do VAR, assim como os áudios e imagens do jogo, para o relator do processo, o auditor Decio Neahaus. Os documentos e arquivos estão disponíveis para os clubes e também para a procuradoria, proibindo a divulgação do material.

Entenda o caso:

No jogo entre Botafogo e Palmeiras, realizado no dia 25 de maio, no Mané Garrincha, em Brasília, o árbitro Paulo Roberto Alves Junior aplicou cartão amarelo ao atleta Deyverson, do Palmeiras, por simulação e determinou o reinício da partida. Na alegação do Botafogo, após a reposição da bola pelo goleiro Gatito, o árbitro interrompeu a partida para consultar o árbitro de vídeo e analisar as imagens da jogada anterior. Alertado pelo VAR, Paulo Roberto voltou atrás e marcou o pênalti a favor do Palmeiras.

No pedido de impugnação, registrado dois dias após a partida, o Botafogo alega erro de direito e se baseia na regra 5 da FIFA e o protocolo 8.12 do VAR, alegando que a decisão do árbitro não pode ser alterada após o reinício da partida. O clube entende que o VAR foi utilizado de forma errada no lance que gerou o único gol do jogo.

O item 4 da regra 5 destaca: “Se o jogo for iniciado depois de ser paralisado, o árbitro não poderá realizar uma revisão, exceto em casos de confusão de identidade ou possível infração que leve à expulsão relacionada a comportamento violento, cuspir, morder ou gestos ofensivos, injuriosos ou grosseiros”.

Já o item 8.12 do Manual para Árbitros Assistentes de Vídeo destaca que a decisão após o reinício da partida não pode ser alterada.

Nesse sentido, o Botafogo pede a impugnação com a anulação da partida realizada, determinando à CBF que seja realizado outro jogo e que não haja a homologação do resultado válido pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro.

Protocolado o pedido, o Presidente do STJD do Futebol , Paulo César Salomão Filho recebeu a impugnação no dia 28 de maio, determinou a comunicação à CBF para que não homologue o resultado do jogo contra o Palmeiras, até julgamento e decisão final do Pleno.



Paulo Rogério

I live in Brazil, in the city of Manaus, which hosted 2014 World Cup matches, the Olympic 2016 men's and women's football tournament. I'm Paulo Rogério Veiga, 51, a reporter, journalist and owner of sports portal www.sportsmanaus.com.br. I would like to inform you that I have received material from FIFA for 35 years, in addition to Conmebol and UEFA. I have also been editor of globoesporte.globo.com/am/ portal. I am working as a press and publicity advisor to leverage your company, product, brand, your soccer career, whether player, coach, club, manager, any professional that Works and conducts business in football. I am a professional / base player agent and a soccer coach. I have contact with agents, international agencies, academies, intermediaries, scoutings, among others in Brazil and in world football, including with signed contract. Another work I do is to attract potential investors to sponsor clubs in Brazilian football, which seek to gain their place in the regional, national and even international scenario. Contact us. E-mail: paulo.imprensa@hotmail.com pauloimprensa@gmail.com Contact: +55 (092) 3629-0651 (office) +55 (092) 99171-9226 (live / watsapp). Leia mais em sobre o editor clicando aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.