SportsManaus
FUTEBOL AMAZONENSE

Pela 13ª vez e por gratidão, Adinamar Abib retorna ao Rio Negro para o Amazonense de 2019

Foto: Antônio Assis/FAF

Depois de seis anos fora do profissional, Adinamar Abib, 72 anos, está de volta para comandar o Rio Negro, pela 13ª vez, no Campeonato Amazonense da Série A de 2019. O Galo da Praça da Saudade foi o primeiro clube como treinador de futebol. Pelo estadual, o time Barriga Preta estreia com Princesa do Solimões, no dia 3 de fevereiro, às 18h, no Estádio Gilberto Mestrinho, o Gilbertão, na cidade de Manacapuru (a 68 km de Manaus).

Com quatro títulos regionais, sendo dois pelo Penarol, um no Nacional e outro como técnico do Rio Negro, o paraense Adinamar Abib, trabalhou pela última vez no profissional pelo Nacional, no Brasileiro da Série D, em 2012.  Em sua carreira, o veterano treinador no futebol amazonense passou também pelo São Raimundo, Fast Clube, Princesa do Solimões e Libermorro. Ele não comandou o Sul América e o América.

De acordo com Adinamar, o convite para ser o treinador partiu do presidente do Rio Negro, Tales Verçosa. Para ele, esse retorno é definido como uma espécie de ‘agradecimento’, pois foi o Galo abriu as portas para sua carreira no futebol.

– Foi o primeiro clube que dirigi profissionalmente, e deu todas as condições necessárias para isso. É como fosse um favor, porque tenho uma gratidão por tudo que o clube fez por mim, ou seja, a chance de ser treinador pela primeira vez no Amazonas e na minha vida. Por isso, devo favores, e vou empregar tudo que aprendi dos meus conhecimentos e inteligência para que o Rio Negro volte a ser o foi na minha época – disse ao SPORTSMANAUS

Para o veterano comandante, o fato de retornar ao Rio Negro não está apenas ligado ao fator emocional, mas pretende realizar um bom trabalho para levar o Galo aos tempos de conquistas, porém, tudo depende do fator financeiro.

– Volto como forma de gratidão, mas claro tem o lado profissional. Vamos sentar para fazer uma avaliação para saber o que o clube tem? Vamos fazer um orçamento do que pode ser utilizado, para que possamos realizar um bom trabalho, porque sem isso, não podemos fazer nada. Somente gratidão e amizade não resolve, mas sim profissionalismo. Nós temos que avaliar para verificar até onde podemos chegar em torno de um orçamento para o campeonato – alertou Adinamar.

Elenco

Mesmo ainda recente e sem ter um orçamento definido para disputa do Campeonato Amazonense, Adinamar Abib não perdeu tempo, e mantem contato com alguns jogadores para começar a montagem da equipe.

– Entrei em contato com alguns ex-jogadores meus, mas não posso citar nomes agora, porque ainda não temos nada definido com relação ao orçamento. Falei com uma média de oito a dez jogadores de fora. Com isso, vamos juntar com a base do clube e fortalecer o Rio Negro para o campeonato. É uma fase preliminar e estou dizendo para eles que só serão contratados quando tiver algo definido. Esses jogadores a maioria são da região Norte – concluiu, mas revelou que a comissão técnica está praticamente fechada.

– O preparador físico, deve ser o Ribamar, o fisioterapeuta, o Dr. Leandro, o médico Dr. Jersey, mas falta pouco coisa para se resolver tudo isso. A nossa expectativa é grande, mas depende do fator financeiro, pois sempre realizamos um bom trabalho e desta vez não será diferente.

Outras postagens...

Holanda-AM chega em São Paulo com a esperança de quebrar jejum de 10 anos na Copinha

Paulo Rogério

Com boa vantagem, técnico do Fast diz que postura da equipe não muda para final do AM júnior

Paulo Rogério

Cliper goleia Holanda e assume a segunda posição do Amazonense da Série B

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol