SportsManaus
FUTEBOL AMAZONENSE

Pelo cancelamento do Campeonato Amazonense, dirigentes defendem pró e contra da decisão

Fotos: Reprodução Penarol / Reprodução Princesa 

Depois da votação de Nacional, Princesa, Fast Clube, São Raimundo, Iranduba e Manaus a favor do cancelamento e Penarol e Amazonas, pelo encerramento do Campeonato Amazonense, nesta sexta-feira, 20/3, na reunião do conselho técnico na sede da FAF, fica a dúvida como será definido o campeão da temporada e as vagas para Copa do Brasil, Copa Verde e Campeonato Brasileiro da Série D de 2021.

Penúltimo colocado no primeiro turno, com seis pontos, mas com a chegada do técnico Aderbal Lana, o Penarol liderava o returno, invicto com nove pontos e na classificação geral, em terceiro com 15 pontos. Para o presidente do Leão da Velha Serpa, o time caminhava para brigar por uma das vagas nas competições nacionais, por isso, por justiça, o correto seria encerrar o estadual, sem contar a atual situação da pandemia do coronavírus (Covid-19).

– Com certeza, o encerramento seria tecnicamente melhor. Com isso, vem garantir quem de fato e direito fez dentro da competição para isso. O Penarol, Manaus e Amazonas jogaram e garantiram seus direitos jogando. Além disso, aconteceu essa questão da saúde pública do vírus e cancelar significa apagar tudo que foi jogado. Nós não optamos, mas sim pelo encerramento para garantir as vagas nacionais, na qual conseguimos em campo – explicou ao Sports Manaus, o dirigente do Penarol.

Acostumado a chegar nas fases finais do campeonato, o Princesa do Solimões, vive uma temporada diferente. O Tubarão do Norte, no segundo turno, ocupava a sexta colocação, com três pontos e na classificação geral, a zona de rebaixamento, em penúltimo, com nove pontos. O presidente Alexandre Modesto, afirmou que a decisão de cancelar foi a mais correta.

– Se baseando em outros estados, e na postagem de times daqui que já estavam se desfazendo do elenco, a gente não tem poder aquisitivo para aguentar e ninguém sabe até onde vai esse vírus. A gente agiu corretamente. Por exemplo, tenho um jogador com salário de R$ 3 mil, isso já aumenta na minha conta com alimentação e hospedagem. Não é apenas o Princesa que passa essas dificuldades, mas também as outras equipes – justificou Modesto, mas ainda acrescentou.

– Eu respeito os votos do Penarol e Amazonas, porque poderiam chegar nas competições da CBF, porque tem essa preocupação daqui para frente, como será definido isso. O Manaus ganhou o primeiro turno, o Amazonas é líder no geral, o Penarol vem crescendo e poderia ganhar o segundo turno, enfim, tem muita coisa para ser discutido, mas nesse momento, acho que as seis equipes tomaram uma decisão correta de cancelar o campeonato. Foi uma decisão correta e coerente dentro da situação que se encontra o futebol amazonense hoje, assim como, em todo Brasil.

Outras postagens...

“O foco é sempre vencer e fazer um bom jogo”, afirma técnico do Tombense-MG sobre o Manaus na Série C

Paulo Rogério

Em preparação para a Série B, jogadores do Rio Negro destacam a parte física: “É muito importante”

Paulo Rogério

Em jogo-treino, sub-18 do Sul América sofre placar adverso em sua preparação para torneio na Europa

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol