Rafaela Silva leva ouro no Pan e fatura título que faltava na carreira

65

Da redação do SportsManaus, com informações – Alexandre Garcia, do R7, em Lima, no Peru

A medalha dourada, conquistada após a final contra a dominicana Ana Rosa, completa a coleção da atleta, que já tinha um bronze e uma prata em Pans

Foto: Guadalupe Pardo/Reuters 

Campeã olímpica e mundial, a judoca Rafaela Silva, de 27 anos, conquistou nesta sexta-feira (9) a única medalha que faltava no currículo, o ouro dos Jogos Pan-Americanos na categoria para atletas até 57 kg.

A medalha dourada, conquistada após a final contra a dominicana Ana Rosa, completará a coleção de Rafaela, que já tem um bronze (Toronto 2015) e uma prata (Guadalajara 2011) na competição continental.

Ao sair da luta decisiva, Rafaela disse estar muito feliz com o desempenho dela na Lima 2019. “Estou trabalhando e agora preciso manter meu foco, porque isso aqui foi um caminho da minha preparação para o campeonato mundial”, afirmou.

No primeiro confronto do dia, Rafaela encarou a norte-americana Amelia Fulgentes. A judoca brasileira começou a luta mais agressiva e, ao tentar impedir as ações de Rafaela, Amelia foi logo punida com um shido. O cenário voltou a se repetir outras duas vezes e resultou na vitória da campeã olímpica por ippon.

– Ela é uma adversária com quem eu tomo um pouco mais de cuidado, porque poderia ser surpreendida durante a luta – avaliou a medalhista de ouro sobre a primeira e mais difícil luta dela.

O duelo seguinte de Rafaela, válido pela semifinal do torneio, foi disputado contra a cubana Anailys Dorvigny. Muito superior à adversária, a brasileira precisou de menos de dois minutos para projetar as costas da adversária no tatame, dar um ippon e carimbar a vaga na decisão.

Na final, Rafaela enfrentou a dominicana Ana Rosa, mesma adversária que bateu na semifinal do Campeonato Pan-Americano, em abril. Ao entrar no tatame, a campeã olímpica logo acertou a pegada e tentou projetar as costas da adversária no solo.

Em umas das tentativas, logo conquistou um wasari. Rafaela não se contentou com a vantagem no placar, seguiu firme no combate e logo deu um hippon na adversária para conquistar a medalha inédita na carreira.



Paulo Rogério

I live in Brazil, in the city of Manaus, which hosted 2014 World Cup matches, the Olympic 2016 men's and women's football tournament. I'm Paulo Rogério Veiga, 51, a reporter, journalist and owner of sports portal www.sportsmanaus.com.br. I would like to inform you that I have received material from FIFA for 35 years, in addition to Conmebol and UEFA. I have also been editor of globoesporte.globo.com/am/ portal. I am working as a press and publicity advisor to leverage your company, product, brand, your soccer career, whether player, coach, club, manager, any professional that Works and conducts business in football. I am a professional / base player agent and a soccer coach. I have contact with agents, international agencies, academies, intermediaries, scoutings, among others in Brazil and in world football, including with signed contract. Another work I do is to attract potential investors to sponsor clubs in Brazilian football, which seek to gain their place in the regional, national and even international scenario. Contact us. E-mail: paulo.imprensa@hotmail.com pauloimprensa@gmail.com Contact: +55 (092) 3629-0651 (office) +55 (092) 99171-9226 (live / watsapp). Leia mais em sobre o editor clicando aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.