SportsManaus
FUTEBOL INTERNACIONAL

Real Madrid: Sergio Reguilón ameaça dinastia brasileira de 23 anos no Santiago Bernabéu

Da redação do Sports Manaus, com informações da ESPN – Vladimir Bianchini

Foto: Getty Images 

Há quase 23 anos, a lateral-esquerda do Real Madrid pertence aos jogadores brasileiros. Primeiramente com Roberto Carlos, que passou 11 temporadas no Santiago Bernabéu e virou um dos maiores jogadores da história do clube. Depois, com Marcelo, que está em seu 12º ano no time merengue e escreveu seu nome com ainda mais títulos que seu antecessor.

A dinastia dos craques brasileiros na posição está ameaçada. E o novo dono da posição pode ser um espanhol muito menos badalado que os brasileiros: Sergio Reguilón.

O jogador de 22 anos tem um valor de mercado de apenas 7,5 milhões de euros (R$ 31,89 milhões), segundo o Transfermarkt e foi alçado pelo técnico Santiago Solari como titular nos últimos jogos na vaga do camisa 12.

– É um cara muito competitivo e bastante dedicado. Não me surpreendeu o sucesso dele. Ele defende muito bem. Quando foi emprestado para o Logroñés, jogou no meio de campo. Nesse período, ele conseguiu aperfeiçoar mais a parte ofensiva. Está muito bem mesmo – disse Abner, ex-colega de Reguilón no Real Madrid B, ao ESPN.com.br.

Com as críticas que Marcelo tem sofrido por causa de seu desempenho defensivo, o espanhol ganhou espaço e já fez 16 jogos.

Reguilón começou aos quatro anos em um programa para jovens e entrou nas escolinhas do Real Madrid com apenas oito anos. De acordo com uma reportagem recente do jornal “AS”, os relatórios dos seus treinadores falavam de um jogador “certinho” e pouco mais.

Aos 18 anos, foi emprestado ao UD Logroñés, da terceira divisão espanhol, mas voltou ao Castilla, a equipe B do Real Madrid. Na temporada seguinte, outra vez cedido ao UD Logroñes, no qual foi destaque e fez oito gols.

Ao retornar para o Castilla, trabalhou com o técnico Santiago Solari, que agora é o comandante da equipe principal do Real Madrid. Na atual temporada, fez 16 jogos.

A primeira vez que boa parte das pessoas ouviu falar de Reguilón foi depois de uma briga com Sergio Ramos durante um treino, em 22 de outubro. O capitão da equipe não gostou de ter sido atingido em uma dividida pelo colega em um lance acidental e, irritado, chutou a bola sobre o lateral-esquerdo com muita força.

Modric e outros companheiros foram acalmar os ânimos do zagueiro, enquanto o lateral-esquerdo se manteve com toda calma.

– Embora possa não parecer, estas são situações muito comuns nos treinos, mas isso não é desculpa e ele não devia ter reagido daquela forma. A verdade é que vamos sempre com tudo, não é? E no final, a vitória nesse treino foi da nossa equipa, da qual fazia parte o Sergio Reguilón – escreveu Sergio Ramos horas depois do ocorrido, no Twitter.

Reguilón garantiu que não ficou magoado com o capitão: “No futebol estamos sempre com a pulsação elevada e, por vezes, acontecem coisas destas. Ele pediu-me desculpa e ficou tudo bem. É o capitão, não há qualquer problema”.

Em dezembro, no Mundial de Clubes, Ramos voltou a aprontou com Reguilón. Desta vez, porém, foi apenas uma brincadeira. Ele gravou um vídeo do lateral-esquerdo, que havia dormido demais no ônibus e ficou em “pânico” ao acordar e ver que estava sozinho.

“O Reguilón é um cara muito bacana e brincalhão mesmo. No vestiário era um cara legal. Me dizia que queria conhecer o Rio de Janeiro um dia”, garantiu Abner.

Real Madrid e Barcelona se enfrentam pela semifinal da Copa do Rei, no Santiago Bernabéu, na quarta-feira, às 17h (de Brasília). O jogo terá transmissão da ESPN Brasil e do WatchESPN.

Outras postagens...

Uefa e clubes se comprometem a encerrar temporada até 30 de junho

Paulo Rogério

‘Bem encaminhada’, diz Marcos Braz sobre situação entre Rafinha e Fla

Paulo Rogério

Jogador do Hull que sofreu traumatismo craniano evolui ‘de maneira excelente’

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol