SportsManaus
NOTÍCIAS

STJD determina não homologação da partida entre Náutico e Paysandu, mas não paralisa Série C

Da redação do SportsManaus, com informações  do LANCE! – Belém (PA) 

Paulo Salomão, presidente do STJD, confirmou o pedido de impugnação do jogo válido pela volta das quartas de final. Duelo entre Timbu e Juventude, pela semi, está mantido

Foto: Rafael Melo/MyPhoto Press/Lancepress!

O Presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol (STJD), Paulo César Salomão Filho, confirmou o recebimento, na noite desta sexta-feira, do pedido, por parte do Paysandu, de impugnação da partida contra o Náutico, pelas quartas de final da Série C do Campeonato Brasileiro. No entanto, o dirigente negou a paralisação da competição e o time pernambucano vai poder disputar a semifinal, que começa neste domingo, com a primeira partida contra o Juventude.

No despacho, o presidente do STJD determina a não homologação do resultado da partida, mas nega a paralisação da Série C, argumentando que isto seria “demasiadamente acentuado”, não só para os clubes envolvidos, mas para a competição e o futebol em geral. Paulo Salomão determinou a abertura do prazo de dois dias para o Náutico se manifestar. Logo depois, a Procuradoria tem o mesmo prazo para se posicionar.

O Paysandu solicita a impugnação da partida de volta das quartas de final da Série C, alegando “erro de direito” no pênalti marcado pelo árbitro Leandro Pedro Vuaden a favor do Náutico, aos 49 minutos do segundo tempo. A cobrança foi convertida, empatando o jogo em 2 a 2 e levando a decisão para os pênaltis, quando o time pernambucano fez 5 a 3 e ficou com a vaga na semifinal, consequentemente, na Série B.

No lance reclamado pelo Paysandu, após um cruzamento na área, a bola bate no braço do volante bicolor Uchôa após desvio de cabeça de Caíque Oliveira, também do Papão. Até os 49 do segundo tempo, o time paraense estava ficando com a vaga na Segunda Divisão.

Os jogadores do Paysandu reclamaram muito da marcação, pois o jogador estava com o braço rente ao corpo. Logo após a partida, o técnico Hélio dos Anjos disse se “sentir roubado”. O Papão contratou o advogado do Flamengo, Michel Assef Filho para tentar a impugnação da partida.

Outras postagens...

Quais e como serão os lances revistos: veja como deverá funcionar o árbitro de vídeo no Brasileirão

Paulo Rogério

Seleção posa para foto oficial da Copa do Mundo antes de viajar

Paulo Rogério

Observadores do futebol feminino do Fluminense (RJ) visitam estádio Carlos Zamith

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol