SportsManaus
NOTÍCIAS

‘Visitante’, Fla se dá melhor e abre vantagem contra o Flu no 1º jogo das quartas

Da redação do SPORTSMANAUS, com informações da ESPN.com.br

O primeiro Fla-Flu pela Copa Sul-Americana terminou com vitória rubor-negra, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, na noite desta quarta-feira. Mesmo sem Paolo Guerrero (com dores na coxa), o time da Gávea venceu por 1 a 0 e garantiu uma magra, mas importante vantagem para se classificar para a semifinal.

Na próxima quarta-feira, qualquer empate classificará o Flamengo. Até mesmo derrota por um gol de diferença, desde que o time rubro-negro marque (2 a 1, 3 a 2, 4 a 3 e assim por diante) também servirá por causa do critério de gols fora de casa. 

O Fluminense terá de vencer por dois gols de diferença para se classificar no tempo normal. Novo 1 a 0 fará a decisão ser nos pênaltis.

O gol do Flamengo foi marcado pelo meia Éverton, aos 27 minutos do primeiro tempo, em uma jogada que teve participação do volante Willian Arão e do meia Éverton Ribeiro. O lance foi bonito, todo construído com a bola rasteira. E empolgou os rubro-negros no Maracanã.

Quem passar de fase jogará contra o vencedor do confronto entre Sport e Junior Barranquilla, da Colômbia.

O Flamengo foi quem construiu a primeira jogada perigosa. Aos 6 minutos, Réver desviou a bola de cabeça por cima do gol de Diego Cavalieri, mas ela tirou tinta do travessão. Tudo começou com uma falta cobrada por Diego. A zaga afastou e Cuellar levantou na área para o zagueiro cabecear.

O time rubro-negro teve uma baixa logo em seguida, aos 15 minutos. Réver levou um pisão de Marcos Júnior no joelho. Foi atendido no gramado, saiu de campo e tentou voltar. Mas mancou tanto que acabou substituído por Rhodolfo.

O jogo continuou bem disputado, com bom volume, mas sem chances de gols.

Somente aos 26 é que a partida teve novamente um lance perigoso. Foi em cobrança de falta de Scarpa. Ele bateu bem no canto, mas do lado de fora.

No lance seguinte aconteceu o gol.  E foi do Flamengo. Na jogada, Willian Arão recebeu a bola de Éverton Ribeiro e chutou cruzado no gol. Diego Cavalieri espalmou e Éverton aproveitou para fazer o gol rubro-negro.

Para ele foi especial: foi o primeiro gol desde 16 de julho, quando fez no 1 a 1 com o Cruzeiro, pelo Brasileiro.

O Fluminense só conseguiu responder a altura aos 40 minutos. Foi quando Sornoza finalizou de primeira após cruzamento de Marcos Júnior. A bola explodiu em Trauco e não entrou. Mas foi uma bela chance.

Aos 10 minutos, o Fluminense assustou o Flamengo. Marcos Júnior aproveitou o rebote na área e chutou com muita força, mas acertou a trave.

Aos 13 foram dois lances de perigo em sequência. Primeiro o lateral Lucas arriscou a finalização, mas para em Trauco. Pouco depois Scarpa chutou de fora da área e Diego Alves conseguiu evitar o gol, defendendo de mão trocada.

O time tricolor prosseguiu atacante, o que obrigou Reinaldo Rueda repensar o Flamengo. Ele decidiu tirar o meia Éverton e colocar o volante Marcio Araújo, aos 32 minutos do segundo tempo. Recebeu vaias dos torcedores flamenguistas.

O Flamengo já tem novo compromisso no sábado. Enfrentará o Vasco da Gama, no Maracanã, a partir das 19h (de Brasília). Também no estádio carioca, o Fluminense enfrentará o Bahia, mas no domingo, a partir das 17h (de Brasília). Ambos jogos pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro.

FLUMINENSE 0 X 1 FLAMENGO

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 25 de outubro de 2017 (Quarta-feira) 
Horário: 21h45 (de Brasília) 
Árbitro: Mario Díaz de Vivar (Paraguai) 
Assistentes: Milcíades Saldívar (Paraguai) e Darío Gaona (Paraguai) 
Cartão Amarelo: Marcos Júnior, Wellington Silva (Flu); Lucas Paquetá, Trauco, Pará (Fla)

Gol: FLAMENGO: Everton, aos 26 minutos do primeiro tempo

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Lucas, Renato Chaves, Reginaldo e Marlon (Robinho); Richard, Orejuela (Wendel), Sornoza e Gustavo Scarpa; Marcos Júnior (Wellington Silva) e Henrique Dourado. Técnico: Abel Braga

FLAMENGO: Diego Alves ,Pará, Réver (Rhodolfo), Juan e Trauco; Cuéllar, Willian Arão, Diego e Everton(Márcio Araújo); Everton Ribeiro e Lucas Paquetá (Felipe Vizeu). Técnico: Reinaldo Rueda

Outras postagens...

Para preparação da arbitragem, Ceaf contrata profissional em psicologia do esporte

Paulo Rogério

Ao contrário da crítica, Tite exalta força mental da Seleção Brasileira

Paulo Rogério

Vinicius Said sorteia PS5 em seu Instagram

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol