full screen background image

Vitorioso no futebol feminino, Olavo Dantas recusa convite do Vitória Santo Antão-PE

139

Injustiçado por um aventureiro e pela direção do Iranduba, o técnico Olavo Dantas, idealizador do projeto de futebol feminino do Hulk, reconhecido pelo seu trabalho pela Confederação Brasileira de Futebol e por dirigentes de todo país, ainda colhe bons frutos do trabalho realizado com as meninas irandubenses.

O reflexo positivo de vários títulos Estaduais e com participações em competições nacionais, tem despertado interesse de outros clubes do futebol brasileiro. Segundo revelou ao SPORTS MANAUS, recentemente ele recusou o convite para comandar uma equipe da região Nordeste do Brasil.

– O convite aconteceu há algum tempo, através de um contato do presidente do Vitória de Santo Antão, de Pernambuco, Paulo Roberto. Fiquei muito feliz, porém, no momento não é possível. Tenho com minha família uma vida Graças a Deus estruturada em Manaus, além disso, tenho o meu compromisso profissional com o Exército, mas quem sabe futuramente – justificou.

Olavo num dos eventos pelo país sobre o futebol feminino (crédito: reprodução)

– Acredito pelo que fiz no Iranduba, até porque o presidente do Vitória conhece bem o trabalho que foi desenvolvido. Como citei anteriormente, fiquei muito feliz, pois é um belo desafio, até pela grandeza do Vitória de Santo Antão, mas no momento não é possível.

Consideradas uma das grandes equipes nordestina de futebol feminino, Olavo, revelou que nem chegou a discutir valores, tempo de contrato e outras questões que fazem parte de uma negociação.

– Não chegamos a entrar nas condições, mas com certeza seriam as melhores possíveis, pois foi feito o convite, mas citei as incompatibilidades para aceitar. Caso fechasse, as competições seriam o Campeonato Brasileiro 2017 e o Campeonato Pernambucano. Não chegamos a conversar em relação a contrato.

Reconhecido pelo seu trabalho, Olavo ao lado de ex-canarinhos, Mauro Silva (esq.) e Ricardo Rocha (dir.) (crédito: reprodução)

Profissional conceituado e envolvido nas questões que envolvem o desenvolvimento do futebol feminino em âmbito nacional, o treinador teve a liberdade de indicar algumas jogadoras para o time pernambucano. Além disso, Olavo, participa de outros projetos da categoria.

– Em relação ao Vitória de Santo Antão, o presidente me deu liberdade e indiquei três atletas, a lateral Jú (AC), a volante Nilda, ex-Iranduba e a meia Rainny, ex-São Raimundo (RR). Em relação a CBF, tivemos a oportunidade ano passado de participar de um Curso de Gestão no Futebol, com isso, fomos convidados a participar de atividades do CBF Social, como festival, workshop, e seletiva do sub-15, 17 e 20 (feminino), aqui em Manaus.

Sem treinar uma equipe feminina desde setembro do ano passado no Amazonense, quando deixou o Manaus FC, Olavo Dantas, disse que tem desejo de voltar no comando de alguma equipe. Ele aproveitou, para expor sua opinião, caso fosse convidado para retornar ao Iranduba.

Registro com a comissão técnica da seleção brasileira feminino, ao lado com a treinadora Emily Silva (crédito: reprodução)

– Sim, mas tudo tem o seu tempo, vamos aguardar, e se futuramente acontecer algum convite e for possível aceitar, voltamos a realizar um novo trabalho. Em relação ao Iranduba, fizemos um trabalho pioneiro, demos a nossa colaboração, e uma futura volta ela pode acontecer, sim no futuro.

Já morando algum tempo em Manaus, Olavo Ferreira Dantas, 44, natural da cidade de Resende (RJ), começou sua carreira no futebol na Escola de Esporte do Botafogo de Futebol e Regatas.



EDITOR - Paulo Rogério Veiga, comunicador esportivo, repórter, radialista e agente business de jogadores e treinadores. Contato 55+ (92) 99171-9226 vivo/watsap / 55+ (92) 98193-1304 tim/watsap. Email: pauloreporter@hotmail.com / pauloimprensa@gmail.com Leia mais em sobre o editor clicando aqui.