SportsManaus
FUTEBOL NACIONAL

Fla abre vantagem, vê Flu encostar, mas sai com vitória no clássico

Da redação do SportsManaus, com informações do LANCE – Fernanda Teixeira – Rio de Janeiro (RJ

Rubro-Negro abriu 3 a 0, mas viu o Fluminense reagir e encostar no placar, neste domingo, no Maracanã. Os dois times voltam a se enfrentar nas semis da Taça Rio 

Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Os talentos individuais fizeram a diferença, neste domingo, no Maracanã, e o Flamengo venceu o Fluminense por 3 a 2. A vitória na sexta e última rodada na Taça Rio, no entanto, não veio barata. Bruno Henrique, duas vezes, e Gabigol abriram vantagem de três gols no placar. Dodi e João Pedro diminuíram para o Tricolor. 

Com o resultado, as duas equipes se classificaram para as semifinais da Taça Rio e voltam a se enfrentar já na próxima quarta-feira, às 21h30, também no Maracanã. O Tricolor terminou na liderança do Grupo B, com 11 pontos, à frente do Vasco. Já o Rubro-Negro avançou em segundo no Grupo C, com 14, atrás do Bangu, com 15.

O Maracanã praticamente todo rubro-negro deve ter empolgado o time do Flamengo, que começou a partida com mais intensidade e criando as melhores chances nos minutos iniciais do clássico. Gabigol teve duas oportunidades de abrir o placar. A defesa de um Tricolor com muitos reservas em campo dava sinais de nervosismo e errava passes e posicionamento. Abel colocou o time para pressionar a saída de bola adversária. E, neste ritmo, o primeiro gol rubro-negro não demorou a sair. Pará, que já vinha bem na partida, cruzou da direita para Bruno Henrique finalizar de canhota de dentro da área e correr para o abraço. 

Flu acorda e quase empata

O Fluminense, que mal havia cruzado a linha de meio-campo até os dez minutos de partida e não havia finalizado até a parada técnica, finalmente acordou. Os papéis se inverteram e quem errou a saída de bola foi o Fla, com um vacilo de Rodrigo Caio. Caio Henrique acertou o travessão e no rebote de Matheus Gonçalves chutou, Arão salvou o gol de empate em cima da linha. A partir daí o jogo ficou mais equilibrado. O Flu aumentou a posse de bola, mas as melhores chances de gol foram do Fla. Arão, de cabeça, fulminou o travessão após cruzamento de Everton Ribeiro pela esquerda e uma bicicleta de Diego foi bloqueada por Agenor. 

Contra-ataques mortais

Fernando Diniz colocou o time para cima do Fla na volta do intervalo. O que prevaleceu, no entanto, foram os talentos individuais do time de Abel. Em um contra-ataque rápido, aos cinco minutos, Diego fez lançamento na medida para Bruno Henrique ficar na cara do gol e só ter o trabalho de tocar na saída de Agenor. Sete minutos depois, em lance bem parecido, Allan errou passe no meio e Bruno Henrique lançou Gabigol. O artilheiro da temporada invadiu a área e bateu cruzado para fazer o terceiro do Fla e incendiar a torcida rubro-negra no Maraca.

Reação tricolor

Quando o jogo parecia definido a favor do time da Gávea, o Flu voltou a dar sinais de vida. Marcos Calazans fez bela jogada individual pela direita e cruzou para Dodi diminuir a diferença no placar. Partindo para o tudo ou nada, Diniz deu uma chance ao jovem João Pedro, que mostrou que tem estrela. Em sua primeira jogada, o garoto de 18 anos, já vendido para o Watford, mandou a bola para o fundo das redes de cabeça, aproveitando cruzamento de Julião. Mas foi só. Mesmo lutando, faltou qualidade técnica para buscar o empate, e um Flamengo mais equilibrado saiu com três pontos do Maracanã. 

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 3 X 2 FLUMINENSE

Data/Hora: 24/03/2019, às 16h (de Brasília)
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Público/Renda: pagantes: 44.783, presentes: 48.385/ R$ 1.547.146,00
Árbitro: João Batista de Arruda Nota (RJ) L!: 5,5 Teve dificuldades de manter a disciplina no jogo, mas não influenciou no resultado
Assistentes: Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ) e Diogo Carvalho Silva (RJ)
Cartões amarelos: Renê, Ronaldo e Diego (FLA); Daniel, Nino, Igor Julião, Allan, Marcos Calazans e Marlon (FLU)
Cartão vermelho: Pablo Dyego (48’/2ºT)

Gols: Bruno Henrique, 13’/1ºT (1-0) e 5’/2ºT (2-0), Gabigol, 12’/2ºT (3-0), Dodi, 18’/2ºT (3-1) e João Pedro, 25’/2ºT (3-2).

FLAMENGO: Diego Alves, Pará, Léo Duarte, Rodrigo Caio e Renê; Ronaldo, Willian Arão, Diego (Lucas Silva, 38’/2ºT) e Everton Ribeiro, Bruno Henrique (Vitor Gabriel, 47’/2ºT) e Gabigol (Uribe, 27’/2ºT). Técnico: Abel Braga.

FLUMINENSE: Agenor; Igor Julião (Pablo Dyego, 30’/2ºT),Nino, Léo Santos, Marlon e Allan (João Pedro, 23’/2ºT); Daniel,Caio Henrique, Ganso e Mateus Gonçalves (Dodi, intervalo); Marcos Calazans Técnico: Fernando Diniz.

Outras postagens...

São Paulo vence primeira com Diniz em reencontro com Rogério Ceni

Paulo Rogério

Mesmo com prorrogação até 2021, calendário da CBF fica mais apertado

Paulo Rogério

Time alternativo do Cruzeiro é dominado e perde para o Palmeiras em jogo do Brasileiro

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol