SportsManaus
FUTEBOLFUTEBOL AMAZONENSE

Com VAR mudo e arbitragem desastrosa, Amazonas tem atuação apagada e perde para o Paysandu pelo quadrangular da Série C

Foto: Deborah Melo/FAF

Precisando da vitória para ainda ter chances de conquistar uma das vagas do acesso, o Amazonas FC entrou em campo em busca de somente três pontos, mas ficou nas mãos da péssima arbitragem do trio baiano, sem o VAR no campo de jogo e além da partida envolvida de muita catimba. No segundo jogo pelo quadrangular do Campeonato Brasileiro da Série C, na tarde deste sábado (9), na Arena da Amazônia, a Onça-pintada perdeu a chance de se recuperar e foi derrotado pelo Paysandu por 1 a 0, assinalado por Mário Sérgio, na cobrança de penalidade.

Classificação

No primeiro jogo em casa, o Amazonas teve um resultado péssimo em termos de classificação do acesso, pois soma agora duas derrotas e ocupa a última colocação do grupo C, com zero pontos. Ainda com chances matemáticas, a Onça precisa vencer todos os jogos para sonhar com o acesso à Série B de 2024.

Rodada

No segundo compromisso em seus domínios, o Amazonas terá a chance de conseguir sua primeira vitória. Pela terceira rodada do quadrangular, a Onça encara o Volta Redonda, no sábado, 16/9, às 17h (18h de Brasília), na Arena da Amazônia. 

Jogo

Com um jogo decisivo, pois não restava outra alternativa, se não fosse jogar ofensivamente o tempo todo para conquistar uma grande vitória e ainda ter chances de acesso, o Amazonas fez de tudo, mas como das outras vezes para conseguir a vitória. Aos 10 minutos, o primeiro lance de perigo foi da Onça-pintada. Pela esquerda, Léo Guerra cruzou rasteiro na área, mas não apareceu ninguém para tocar na bola.

No primeiro lance de perigo do Paysandu, aos 15 minutos, Ronaldo Mendes, chutou no canto esquerdo, mas o goleiro Marcão defendeu e na sobra houve o toque da zaga do time amazonense e o árbitro baiano, Marielson Alves Silva marcou pênalti. Aos 17 minutos, Mário Sérgio bateu no canto direito e marcou, 1 a 0.

Com o gol sofrido, o Amazonas partiu para cima do Papão para reverter o resultado totalmente desfavorável. Aos 21 minutos, Gustavo Ermel de frente para a área tentou o drible e foi derrubado. Na cobrança, o próprio Ermel bateu forte, mas por cima de Matheus Nogueira.

Aos 27 minutos, outra boa chance da Onça-pintada. Tiro de canto pela direita, a bola atravessa toda área e sobra Gustavo Ermel, que chutou, mas a bola bateu na zaga e foi para a linha de fundo.

Aos 51 minutos, o Papão teve uma boa chance de marcar o segundo gol. Na cobrança de falta pela meia esquerda, Robinho bateu forte, mas o goleiro da Onça fez uma boa defesa e evitou o gol.  

Segundo tempo

A segunda etapa seria decisiva e de muitas emoções. Aos 14 minutos, a situação do Amazonas ficou pior. Após uma falta, Raphael Soares, que já tinha cartão amarelo, recebeu o segundo e na sequência o vermelho.

Com um a menos, a Onça teve que se desdobrar, jogava melhor e buscava o gol de empate. Pela esquerda, Júlio Rush cruzou na área para Patrick tentar o cabeceio, mas perdeu o tempo da bola e a chance de marcar.

Aos 38 minutos, na cobrança de falta por Rafael Tavares na área, o zagueiro Jackson toca de cabeça para Sassá, que de voleio por cima da meta de Marcão.

Com a partida chegando ao final, o Amazonas buscava pelo menos o empate. Aos 41 minutos, a Onça quase abriu o marcador. De longe, Rafael Tavares soltou um balaço de canhota no ângulo direito, mas Matheus Nogueira se esticou todo e evitou o empate da Onça.  

Já nos descontos, assinalado sete no segundo tempo, aos 47 minutos, em jogada individual pela esquerda, Júlio Rush tentou passar por dois jogadores e foi derrubado. O árbitro perto não teve dúvidas e marcou pênalti.  Aos 50 minutos, Sassá pegou a bola para a cobrança, mas depois de seis minutos, o árbitro foi alertado pela equipe do VAR e acabou marcando impedimento do jogador Patrick do Amazonas.

Com pouco mais de uma hora de jogo, Leandrinho cometeu uma falta e foi advertido com amarelo, e na sequência um vermelho, já que tinha sido advertido antes com um amarelo. Deixando o Papão com um a menos em campo, a exemplo do Amazonas.  

Ficha técnica:

Data: 09/08/2023 – sábado

Motivo: Campeonato Brasileiro da Série C – Quadrangular / Grupo C / 2ª rodada

Jogo: Amazonas FC 0x1 Paysandu

Local: Arena da Amazonia

Horário: 16h (17h de Brasília)

Renda:

Público pagante:

Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)

Árbitros Assistentes: Paulo de Tarso Bregalda Gussen (BA) e Daniella Coutinho Pinto (BA)

Gols: Mário Sérgio 17min 1ºt pênalti (Paysandu)

Advertências: Thomaz Lucena, Ronaldo Mendes, Leandrinho, Jacy Maranhão, João Vieira e Wanderson (Paysandu) e Anderson Claiton, Thiago Spice, Rafael Lacerda, Gustavo Ermel, Raphael Soares e Jorge Jiménez (Amazonas FC)

Expulsão: Raphael Soares (Amazonas FC) e Leandrinho (Paysandu)

Amazonas FC: Marcão, Patrick, Thiago Spice, Raphael Soares, PH (Rafael Tavares), Ítalo (Jorge Jiménez), Léo Guerra (Igor Bolt), Diego Torres (Lucas Silva), Gustavo Ermel (Júlio Rush) e Sassá. Técnico: Rafael Lacerda.

Paysandu: Matheus Nogueira, Edilson, Wanderson, Wellington Carvalho, Kevyn, João Vieria, Alencar (Geovane), Robinho (Leandrinho), Ronaldo Mendes (Mirandinha), Vinicius Felipe (Juninho) e Mário Sérgio. Técnico:

 

 

 

 

 

Outras postagens...

Apesar de jogar em casa com Nacional, técnico do Paysandu não considera favorito na Copa Verde

Paulo Rogério

Com dois nos acréscimos, Manaus vence o Fast Clube e decide com Penarol o estadual de 2020

Paulo Rogério

Com dois gols no início, Amazonas perde para o Ceará por 2 a 1, na Série B do Brasileiro, no Castelão

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...