SportsManaus
COPA DO BRASILFUTEBOLFUTEBOL NACIONAL

Técnico do Grêmio encara o Remo, no primeiro jogo da 3ª fase da Copa do Brasil Sub-20 e diz: “É um jogo bastante difícil”

Nas fases anteriores da competição, o Tricolor passou pelo Internacional e Athletico-PR.

Foto: Renan Jardim / Grêmio FBPA

Ainda invicto e diante de dois adversários de grande tradição nos jogos anteriores, o Grêmio em sua caminhada para chegar na final da Copa do Brasil Sub-20, tem pela frente mais etapas nesse sentido. Os futuros craques do Tricolor encaram um time menos tradicional, mas que luta por uma ascensão no futebol brasileiro: o Clube do Remo. A primeira partida da 3ª fase, será nesta quarta-feira, 13/9, às 19h (de Brasília), no Airton Ferreira da Silva, na cidade de Eldorado do Sul, no interior do Rio Grande do Sul. A decisão da vaga será no confronto de volta, na quarta-feira, 20/9, às 19h, no Estádio Baenão, em Belém.

De acordo com o técnico Airton Fagundes, jogando em casa, independentemente do adversário, a equipe precisa fazer o seu dever, já pensando no jogo de volta para a definição da vaga na semifinal da competição.

– Sim, a gente sabe da nossa responsabilidade. Tivemos três jogos difíceis, frente ao nosso maior rival. Logo na sequência pegamos um adversário bastante forte, que foi o Athletico-PR, na qual vencemos em casa e empatamos fora. Isso nos deu a possibilidade de passarmos para as quartas de final, e agora enfrentando o Remo, adversário de camisa também – alertou ao SPORTS MANAUS, mas ainda citou.

– Claro, que temos a vantagem e vamos tentar colocar isso em campo, pois é logico, que é um jogo bastante difícil. A gente precisa fazer o resultado em casa para ter uma vantagem no jogo da volta no Pará. A gente batalhou, espera fazer um grande jogo e conseguir uma vitória, porque será muito importante para chegar numa semifinal – disse.

Mesmo enfrentando uma equipe sem muita tradição no cenário nacional, o comandante da garotada do Tricolor gaúcho procurou informações sobre o time paraense. Segundo ele, o fato do seu adversário não ter jogando com equipes qualificadas ou não, nesse momento não tem muita relevância.

– Na teoria eu concordo, que pode ter enfrentado adversários teoricamente mais fracos ou de menos nomes, enfim, mas isso fica somente na teoria, na pratica é diferente. Claro que a gente analisou a equipe do Remo, como fazemos com todas as equipes que vamos enfrentar. Para isso, tem uma equipe de análise de dados. A gente usa essa ferramenta, usa os vídeos que precisamos para corrigir nossa equipe e os vídeos do adversário – concluiu, mas ainda frisou.

– A gente sabe que vai ser um confronto difícil, tanto para nós como para eles. Quem chega entre os oito melhores do Brasil tem grandes chances de passar de fase. Claro, que tem o respeito pelo adversário, mas a gente vai jogar em nosso CT, em nossa casa, onde somos bastante fortes. Espero impor o nosso ritmo e acredito que no futebol a imposição de uma equipe sobre a outra, esperamos fazer isso com disciplina, entendimento do jogo, mas fundamentalmente com muita pressão – concluiu Airton.

 

 

 

Outras postagens...

Com dois pênaltis perdidos, Parintins vence São Raimundo por 2 a 0, pelo segundo turno do Campeonato Amazonense

Paulo Rogério

Com Brasília e São Paulo no radar, CBF analisa Morumbi para Brasil x Argentina por maior público

Paulo Rogério

Para conseguir a vaga contra o Galvez-AC, pela Copa do Brasil Sub-17, técnico do Real-RR afirma: “Trabalhamos em cima do ataque e da defesa”

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...