SportsManaus
FUTEBOL AMAZONENSE

“A falta de jogos prejudica, mas temos um time entrosado”, disse técnico do Santos-AP sobre a estreia com Manaus na Série D

Sem saber quando inicia o Campeonato Amapaense de Futebol e muito menos sem ter realizado algum jogo oficial na temporada, o Santos Futebol Clube, começa sua caminhada no Brasileiro da Série D, apostando no entrosamento da equipe com a base mantida do ano passado. O jogo de estreia será com Manaus, neste sábado, 4/5, às 16h, no estádio Zerão, em Macapá.

A última vez que o Santos enfrentou o Manaus foi ano passado, pela segunda fase da Série D. No primeiro jogo em Macapá, houve um empate em 1 a 1, com Manaus saindo na frente com Nena, no primeiro tempo, mas Lessandro empatou na etapa complementar. Na partida de volta, na capital amazonense, o Gavião do Norte venceu por 1 a 0, com gol de Jean, no primeiro tempo.

Oriundo da base de Grêmio e Internacional, mas com passagem por várias equipes do futebol japonês e outros clubes do futebol brasileiro, o treinador Edson Porto, desde o ano passado no comando do Peixe da Amazônia, de Macapá, disse ao SportsManaus, que o calendário regional tem um fator negativo muito grande.

Treinador disse que respeita o Manaus, mas no futebol ninguém assusta mais ninguém (crédito: Divulgação / Santos)

– Com certeza, a falta de jogos prejudica um pouco, até porque, não fizemos nem jogos amistosos. Mas como temos uma base, já existe um certo entrosamento. A maioria dos jogadores estavam em outras equipes emprestados, mas já estão de volta e treinando. É bom isso, pois todos chegam  em condições de jogar. Isso vai nos fortalecer para a competição – disse, mas ainda acrescentou.

– O ideal seria que já estivéssemos jogando. Nos anos de 2107 e 2018, o estadual já tinha iniciado, o  que nos possibilitou fazer boas campanhas, mas acredito muito que mesmo com essa dificuldade vamos superar e estrear bem – finalizou.

Sobre seu adversário na estreia pela Série D, jogando em casa, Edson Porto, já tem informações, sabe que se trata de uma boa equipe, mas diz que tem um elenco com potencial para sair com resultado positivo.

– É um time muito forte, atual tricampeão estadual. Tem bons jogadores individuais e um conjunto forte. Respeitamos o retrospecto do Manaus, mas no futebol ninguém assusta mais ninguém. Ano passado nos enfrentamos no mata-mata, e o Manaus levou vantagem. Esperamos nesses próximos confrontos fazer diferente e pontuar nos dois jogos.Sobre a possibilidade no grupo A02 na Série D, com Manaus, Galvez-AC, Real Desportivo-RO, o comandante do Peixe da Amazônia, considera a partida em casa fundamental para classificação, mas citou que todos tem chances na chave.

– Numa competição como a Série D para se pensar em classificação é necessário pensar e trabalhar por vitórias, tanto em casa como fora. Penso que num inicio de competição todos tem as mesmas chances, o grupo  é forte, mas acredito que temos condições de alcançar uma das vagas – concluiu o treinador.

Outras postagens...

Depois de 12 jogos sem vencer, Fast derrota São Raimundo-RR na estreia da Série D

Paulo Rogério

Unidos do Alvorada vence Clipper, joga a final da divisão de acesso e garante vaga na Série A do Amazonense de 2024

Paulo Rogério

Em outra goleada, Manaus vence Real Desportivo-RO e dispara na liderança da Série D

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...