SportsManaus
FUTEBOL AMAZONENSE

Invicto, Amazonas vence São Raimundo e conquista título histórico do Amazonense da Série B

Prestes a completar seis meses de fundação, o Amazonas FC faz história no futebol local ao conquistar o título do Campeonato Amazonense da Série B. A Onça-pintada venceu toda tradição do São Raimundo por 3 a 1, na noite deste sábado, 16/11, no estádio Ismael Benigno, a Colina, zona Oeste da cidade. Apesar do resultado, as duas equipes já tinha assegurado vaga na elite do ano que vem, ao lado de Nacional, Manaus, Fast Clube, Princesa do Solimões, Penarol e Iranduba.

Satisfeito não apenas pela conquista, mas principalmente pelo resultado do trabalho realizado fora e dentro de campo, o técnico Lecheva, disse ao SportsManaus, que o ‘grito de campeão’ apenas reflete ao esforço e dedicação de todos no término do campeonato.

– Como falei na semana toda, que nosso objetivo principal sempre foi o acesso, mas o título é a ‘cereja do bolo’. Quem não gosta de ser campeão e conosco não é diferente, por todo trabalho que foi desenvolvido aqui, além do planejamento bem executado. Em prol do futebol responsável, com uma gestão profissional, o resultado tinha que ser com título: Amazonas campeão – comemorou.

Lecheva disse que o Amazonas merecia o título da divisão de acesso (Foto: Paulo Rogério)

Autor do primeiro gol, mas terminando o campeonato como vice-goleador, com cinco marcados, o atacante Daivison mais uma vez foi decisivo para o Amazonas. Para ele, o importante foi o acesso, depois a conquista, mas apesar disso afirmou que seu futuro é incerto no futebol amazonense.

– Entrei em campo pensando em mais um título, pois acho que o prêmio individual é uma consequência. Para mim, o mais importante é a conquista da Série B. Conversei pouco com a diretoria do Amazonas, mas quero ficar, porém, não tem nada certo ainda ou muito menos especulação. Não sei se alguém me quer ou se o próprio Amazonas continuar comigo? – alertou Daivison.

Mesmo jogando com um jogador a mais todo segundo tempo, o técnico Paulo Morgado, lamentou a chance desperdiçada pelo time, além da atuação em campo que deixou muito a desejar pela equipe como um todo.

– Faltou categoria, mais qualidade nas finalizações, mas firmamento na hora dos cruzamentos. Tivemos muitas oportunidades para cruzar e fizemos tudo errado. Arriscamos tudo, acabei o jogo com o Ray, Marinho e o Spice na área para tentar ganhar os lances de cabeça. Ainda tivemos o lance do Marinho no último minuto, antes do gol dele, onde poderia ter ficado em 2 a 2. O Amazonas é muito mais forte e mostrou porque foi campeão, devido ao investimento brutal – comentou

Capitão Bernardo levanta o troféu de campeão da Série B do AM (Foto: Paulo Rogério)

Jogo

A partida começou bem movimentada com as duas equipes dispostas a jogar ofensivamente. Mas o primeiro lance de perigo foi do Amazonas. Aos quatro minutos, Souza cruza pela esquerda e Bernardo sobe para cabecear com perigo à esquerda do goleiro Jonathan, que apenas ficou olhando.

Aos 11 minutos, o lateral direito Magnum, cruza do seu setor de área na medida na segunda trave e encontra Daivison subir lá em cima para marcar, 1 a 0 Amazonas.

Melhor em campo, mesmo com a vantagem, o time da Onça-pintada não recuou. Aos 15 minutos, Índio faz boa jogada individual pela direita, passa por dois jogadores e na grande área chuta cruzado e quase marcou.

Aos 19 minutos, foi a vez do Tufão da Colina quase chegar ao empate. Thiago Bigo toca na esquerda para Carlos Felipe, que cruza na pequena área e Ray toca de cabeça, mas o goleiro do Amazonas defende. Aos 21 minutos, outra chance com Carlos Felipe, que chuta na grande área e novamente Iago Sales fecha a meta do Amazonas.

O Tufão da Colina, continuava no ataque em busca do empate. Aos 29 minutos, Tiago Amazonense chuta de longe no canto esquerdo do goleiro, mas a bola passa próximo da trave esquerda.

Aos 37 minutos, o Amazonas sobe mais uma vez ao ataque de forma arrasador. Magnum faz uma jogada pela direita e toca para Emerson Bacas na grande área marcar sem piedade, 2 a 0.

Daivison abriu o marcador no título do Amazonas na Colina (Foto: Paulo Rogério)

O São Raimundo teve uma boa de diminuir. Aos 41 minutos, Spice bate forte e o goleiro defende. Aos 44 minutos, depois de uma jogada no ataque com Índio, que cometeu a falta no goleiro Jonathan, o jogador, que já tinha amarelo, acabou recebendo o segundo amarelo e vermelho na sequência.

Logo no início do segundo tempo, o Amazonas quase ampliou o placar. Aos quatro minutos, Willian Fazendinha recebe uma bola da esquerda, mas chuta em cima do goleiro Jonathan. 

Aos 12 minutos, Thiago Bigo recebe uma bola da esquerda e bate prima bate, mas fraco em cima do goleiro do Amazonas. Aos 26 minutos, a Onça-pintada, quase ampliou o marcador. Dioguinho faz jogada individual pela direita, passa pelo zagueiro e bate com perigo a esquerda da meta do São Raimundo.

Com um jogador a mais em campo, o Tufão da Colina diminui. Aos 29 minutos, depois do cruzamento pela esquerda, Ray aproveita na grande área e diminui para o Tufão, 2 a 1.

Depois de muita pressão do São Raimundo, o Amazonas fechou o ‘caixão’, aos 49 minutos, com a jogada rápida de Dioguinho pela direita, que bateu sem chances para o goleiro Jonathan, 3 a 1.

Ficha técnica:

Jogo: Amazonas FC 3×1 São Raimundo

Motivo: Campeonato Amazonense da Série B / Final

Local: Estádio Ismael Benigno, a Colina – Manaus/AM

Horário: 17h

Renda: 

Público pagante: 

Árbitro: Ivan da Silva Guimarães Júnior

Árbitros Assistentes: Uesclei Regison Pereira dos Santos e Hugo Agostinho

Gols: Daivison 11min 1ºt, Magnum 23min 1ºt e Dioguinho 49min 2ºt (Amazonas) e Ray 29min 2ºt (São Raimundo)

Advertências: Marinho e Thiago Brandão (São Raimundo) e Índio (Amazonas)

Expulsão: Índio (Amazonas)

Amazonas: Iago Sales, Magnum (Dioguinho), Bernardo, Rafael Vitor, Souza, Emerson Bacas (Rubran), Pelezinho, Willian Fazendinha (Rodrigo Castanhal), Otávio, Daivison e Índio. Técnico: Lecheva.

São Raimundo:
Jonathan, Emerson, Spice, Thiago Brandão, Carlos Felipe (Tubarão), Juninho, Tiago Amazonense, Thiago Bigo (igor), Heltinho, Ray e Romarinho (Marinho). Técnico: Paulo Morgado.

Outras postagens...

Em jogo com Iranduba pelo BR Feminino, técnica da Assermurb-AC alerta: “Trabalhamos para vencer”

Paulo Rogério

Nacional vence mais uma, bate o Trem-AP e assume a liderança do grupo A na Série D

Paulo Rogério

Técnico do Real Desportivo-RO acredita que ficou mais difícil a vaga no jogo com Manaus pela Série D

Paulo Rogério