Depois da goleada, técnico do Nacional reconhece superioridade do Red Bull, mas elogia campanha na Copa SP

132

Foto: Fernando Roberto 

O sonho do Nacional de chegar na próxima fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior, ficou pelo caminho. O time amazonense foi goleado pelo Red Bull Brasil por 4 a 1, pela última rodada da fase classificatória, na tarde desta quinta-feira, 9/1. Com resultado, o Red Bull terminou na primeira colocação do grupo 6, com seis pontos. Já o Nacional, ficou em último, com três pontos. O jogo foi realizado no Estádio Benito Agnello Castelani, o Benitão, na cidade de Rio Claro, no interior de São Paulo.

Na outra partida do grupo, Paraná Clube e Velo Clube empataram em 1 a 1, no jogo de fundo dentro da chave. Com resultado, o Paraná terminou em segundo lugar, com quatro pontos, mesma pontuação do Velo Clube, mas garantiu sua vaga na próxima fase pelo critério de desempate.

De acordo com treinador do Nacional, José Ribamar, o adversário foi muito melhor campo. Para ele, o esquema montado pelo Red Bull surtiu efeito, com isso, conquistou o resultado final com uma boa vitória e a classificação.

– O Red Bull foi bem superior, tem uma equipe bem treinada, com jogadas bem definida e trabalhada, enfim, eles foram muito superior em campo. Eles não deixaram o Nacional jogar na verdade, mas não foram mais forte, porém, fizeram nos tornar mais fraco. Quando acontece isso, é difícil suportar um jogo de alta intensidade como foi o deles – comentou ao Sports Manaus.

Válido

Com duas derrotas de goleada e uma vitória, José Ribamar, considerou a participação do Nacional muito válido. Segundo ele, nos momentos mais difíceis durante os jogos, a equipe não baixou a cabeça, mas procurou sempre buscar reverter o resultado.

– A participação do Nacional na Copinha não foi tão vergonhosa, até porque não fomos um time covarde. Apesar dos gols que levamos em duas goleadas, sempre fomos para cima dos adversários e buscando o jogo. Agora é claro, futebol é resultado, mas poderíamos ter tido melhor desempenho, mas não tivemos, entretanto, a participação foi uma das melhores – analisou, mas afirmou que apesar de tudo, o time teve mais acertos na competição.

– Não vejo erro na equipe, nós estamos numa competição muito forte, onde todos se preparam o ano todo. Não vejo um erro ou acerto, acho que o Nacional teve mais acertos do que erros. Estamos no caminho certo, acertamos mais do que erramos. Temos garotos que valentes, jogaram de igual para igual com jogadores que recebem dinheiro, no sul e sudeste do pais – lembrou Ribamar.



Paulo Rogério

I live in Brazil, in the city of Manaus, which hosted 2014 World Cup matches, the Olympic 2016 men's and women's football tournament. I'm Paulo Rogério Veiga, 51, a reporter, journalist and owner of sports portal www.sportsmanaus.com.br. I would like to inform you that I have received material from FIFA for 35 years, in addition to Conmebol and UEFA. I have also been editor of globoesporte.globo.com/am/ portal. I am working as a press and publicity advisor to leverage your company, product, brand, your soccer career, whether player, coach, club, manager, any professional that Works and conducts business in football. I am a professional / base player agent and a soccer coach. I have contact with agents, international agencies, academies, intermediaries, scoutings, among others in Brazil and in world football, including with signed contract. Another work I do is to attract potential investors to sponsor clubs in Brazilian football, which seek to gain their place in the regional, national and even international scenario. Contact us. E-mail: paulo.imprensa@hotmail.com pauloimprensa@gmail.com Contact: +55 (092) 3629-0651 (office) +55 (092) 99171-9226 (live / watsapp). Leia mais em sobre o editor clicando aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.