SportsManaus
COPA VERDEFUTEBOLFUTEBOL NACIONAL

Técnico do Cuiabá-MT reconhece jogo difícil com o Brasiliense-DF, mas aposta no fator casa na Copa Verde

Pela segunda fase em casa, o Dourado venceu a Costa Rica-MS por 2 a 0, na Arena Pantanal.

Foto: Divulgação / Cuiabá

A garotada do Cuiabá segue firme em busca de mais uma vitória na Copa Verde, sem temer a maior experiência dos outros adversários, mas apostando na qualidade dos futuros craques do futebol brasileiro. Em partida única pelas quartas de final, o Dourado encara pela frente um oponente muito difícil: o Brasiliense. O confronto será nesta quarta-feira, 2/11, às 21h (de Brasília), na Arena Pantanal, em Cuiabá. Sem vantagem para ambos os times, em caso de empate no tempo regulamentar, a vaga será decidida na cobrança de penalidades.

Com sua segunda partida em casa, mas com um time muito jovem, o treinador César Bueno, está ciente de que seu adversário merece muito respeito. Para ele, não vai faltar muita disposição e vontade da garotada para suprir a questão da rodagem no futebol.

– A equipe do Brasiliense é renomada, com jogadores bem tarimbados para esse tipo de competição. São jogadores vencedores, campeões, que já passaram por outros clubes e conquistaram títulos, além disso, sabem jogar esse tipo de jogo – comentou ao SPORTS MANAUS, mas ainda completou.

– A nossa preparação foi total. A preocupação é muito grande de fazer um jogo bom de risco diminuído para que consigamos nosso resultado. A gente fez todo um estudo em cima do Brasiliense, para estar cada vez mais preparado para que as situações acabam se repetindo e a gente está preparado para isso – justificou o treinador. 

LEIA MAIS:

Para o comandante do Dourado, não deixa de ser um fator favorável à segunda partida na Arena Pantanal, pois mesmo com uma equipe jovem, de certa forma já têm um conhecimento do ambiente, o que ajuda  em se falando na classificação.

– Depois da estreia que era um jogo de um contexto diferente, uma tensão mais alta, porque envolvia uma estreia e a gente não sabia exatamente o que a equipe poderia render. Agora a Arena, além de ser um local conhecido, existe todo conhecimento do gramado, da adaptação, que já houve no primeiro jogo. Vai funcionar como motivador, um fator que vai impulsionar o nosso time, ou seja, um time jovem, pela qualidade, as características dos jogadores, um gramado tão bom quanto a Arena e dentro da nossa casa, acho que é um fator muito positivo – completou César

 

 

 

 

Outras postagens...

Satisfeito com resultado do Conselho Técnico, dirigente do Iranduba afirma que o Amazonense será um desafio em 2023

Paulo Rogério

Furch marca no fim, Santos vence confronto direto contra o Goiás e ganha fôlego no Brasileirão

Paulo Rogério

“Reconhecimento”, afirma presidente da Ceaf sobre a nova convocação de Anne Kesy da FIFA pela Conmebol

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...