SportsManaus
NATAÇÃOOUTROS ESPORTES

Prodígio da natação, atleta amazonense é esperança de medalhas em Campeonato Brasileiro em São Paulo

Da redação do Sports Manaus, com informações da Assessoria de Comunicação 

Com mais de 60 medalhas de ouro em quatro anos de carreira, Adriele Marcela vem arrastando conquistas no cenário estadual e regional

Foto: Divulgação 

Acumulando mais de 200 medalhas de ouro, prata e bronze em quatro anos de natação, a jovem Adriele Marcela da Cruz Cordeiro está diante de seu maior desafio. Com fomento da Federação Amazonense de Desportos Aquáticos (Fada) em uma das passagens, a promessa do Amazonas de apenas 12 anos irá para Bauru, em São Paulo, para a disputa do Campeonato Brasileiro Interclubes Infantil de Natação de Inverno – Troféu Ruben Dinard de Araújo, que acontece entre os dias 13 de 17 de junho, na Arena ABDA.

A competição terá um gosto especial para Adriele. A atleta que já mostrou seu potencial nas competições estaduais e regionais, agora terá a chance de participar do seu primeiro desafio em âmbito nacional. “Estou muito feliz com esta oportunidade. Essa é só mais uma das grandes metas que quero bater na minha carreira, pois faz mais de 14 anos que uma mulher não traz um ouro ao estado nessa competição. Estou treinando duro para representar bem o meu estado e trazer medalhas de ouro na bagagem”, disse Adriele.

Na competição organizada pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), Adriele irá competir nas seguintes provas: 100 e 200 metros borboleta, 400, 800 e 1500 metros livre, 200 e 400 metros medley e 200 metros costa. Adriele detém recordes brasileiros em duas provas de 1500 metros, uma nos 200 metros borboleta e um nos 400 metros medley.

“Sabemos que será uma competição disputada e não podemos cometer erros. Mas estou confiante no trabalho que venho fazendo com a minha equipe, existe um friozinho na barriga por ser a primeira competição nacional, só que quando caímos na piscina isso tudo passa e o que importa é mostrar o meu melhor para trazer os melhores resultados possíveis”, frisou a jovem nadadora da equipe Nobre Bindá.

Início na natação

O início de Adriele na natação aconteceu de forma inusitada. Em uma viagem em família para o nordeste, eles aproveitaram o momento de lazer para visitar um parque aquático. A mãe de Adriele, a dona Jacinete Cordeiro conta que levou a sua filha e o irmão gêmeo dela para um tobogã. O pai de Adriele, Adinilson Coelho alertou o salva-vidas que a sua filha iria largar a boia assim que chegasse na piscina que contava com uma grande profundidade.

“Quando ela chegou na piscina ela pediu para largarem ela, que sabia nadar, mas ela não sabia, foi nadando estilo ‘cachorrinho’ até a beira da piscina e a gente atrás dela. No outro dia, assim que chegamos em casa, a gente foi inscrever ela em uma equipe de natação para explorar essa pré-disposição dela”, conta Jacinete.

Além de Adriele, a presidente da Fada e ex-atleta da modalidade, Cláudia Nobre ressaltou que está será a primeira oportunidade para mais atletas neste Campeonato Brasileiro e que a expectativa da entidade é que o Amazonas seja muito bem representando por seus campeões.

“Será o primeiro brasileiro dos nossos atletas da categoria infantil. Estamos acompanhando todos e vendo o crescimento dentro das piscinas, seja em competições estaduais ou em regionais, então sabemos da possibilidade de trazerem medalhas. Nosso trabalho como entidade é contribuir da melhor forma possível para que esses atletas continuem alcançando excelentes marcas para o nosso estado”, afirmou Claudia Nobre, presidente da Fada.

 

 

 

 

Outras postagens...

Judô: Ketleyn Quadros garante ouro em Grand Slam na Turquia

Paulo Rogério

Faud encerra etapa amazonense dos Jogos Universitários Brasileiros com disputa no karatê

Paulo Rogério

Rugby: seleção feminina leva título sul-americano e vaga à Paris 2024

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...