SportsManaus
FUTEBOL AMAZONENSE

Torcidas organizadas do Manaus se unem para fazer da Arena da Amazônia um caldeirão em jogo da Série D

Para o jogo decisivo que vai definir o futuro do Manaus com São Raimundo-PA, no Brasileiro da Série D, no sábado, 6/7, na Arena da Amazônia, os torcedores e organizadas do Gavião do Norte adotaram o provérbio “a união faz a força” para levar um grande público ao estádio e o clube na próxima fase da competição nacional, sendo a última etapa do acesso à Série C do Brasileirão de 2020.

Fundada no dia 8 de julho do ano passado, na data em que o Manaus perdeu para o Imperatriz-MA na Colina, justamente a chance do acesso, a torcida organizada Gavirmãos, atualmente com 50 integrantes vai levar muita alegria na Arena da Amazônia.  

O presidente e puxador do Gavirmãos, o vigilante William Hobson Nogueira Barros, 25 anos, conhecido como Will da Gavirmãos, revelou ao SportsManaus, que todos precisam comparecer ao estádio no sábado, pois o Manaus representa o futebol amazonense na Série D e precisa do apoio de todos nesse momento.

– Sobre união das torcidas, estaremos juntos com o mesmo intuito de sermos o 12° jogador, por isso, convocamos o torcedor amazonense para apoiar o Manaus FC, porque não significa trair a camisa que você veste, mas significa torcer pelo crescimento do nosso futebol. Esse acesso será uma vitória de todos os clubes do nosso estado – disse o responsável pela Gavirmãos.

Outra que surgiu no dia 8 de julho do ano passado, foi a Torcida Jovem Manaus (TJM), e atualmente conta com 50 membros na organizada. Presente em todos os jogos do Gavião do Norte, desde sua fundação, os torcedores prometem invadir a Arena da Amazônia, no sábado.

O professor de tênis, Mário Affonso Garcia, 28 anos, se apaixonou pelo Manaus em 2015 e não parou mais de acompanhar seu time nos estádios. Vice-presidente do TJM, Mário tênis, como é conhecido, ressaltou a união de todos nesse momento em que o time precisa da presença dos torcedores para conseguir seu objetivo na Série D.

– Houve uma união entre as torcidas, e nesse momento devemos pensar somente no acesso à Série C. O Manaus é uma equipe nova no futebol amazonense e não merece ter torcidas organizadas separadas. Objetivo de unir as torcidas, foi mostrar também um exemplo de paz entre as organizadas. Quando se fala em organizadas mostra uma impressão de brigas e fizemos um acordo de que nos próximos jogos do Manaus terá somente uma torcida. Hoje o Manaus representa o futebol amazonense e queremos trazer o torcedor dos clubes amazonenses para o nosso lado – explicou, mas ainda frisou.

– Hoje existem três torcidas organizadas, a Jovem Manaus, Gavirmãos e a Gaviloucos. Essas torcidas irão ficar atrás do gol juntas no próximo jogo. Com o resultado negativo no último jogo temos quer fazer da Arena um caldeirão. Está previsto 500 pessoas das três torcidas organizadas. Em 2018, no jogo Imperatriz e Manaus as três torcidas estavam juntas e colocamos mais de 15 mil pessoas na Colina, dessa vez não será diferente – lembrou.

Outras postagens...

Sobre ajuda na Série D, presidente de honra do Manaus admite contato com a Prefeitura de Manaus

Paulo Rogério

CDC Manicoré confirma presença no estadual de base e fecha parceria com a Escolinha Furacão Manaus

Paulo Rogério

Seletiva para time feminino do Naça recebe 200 participantes

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...