SportsManaus
FUTEBOL AMAZONENSE

Com hat-trick de Jones, Nacional massacra Iranduba por 7 a 0 pelo Campeonato Amazonense

Foto: João Normando / FAF

Com um jogo treino de luxo e diante de um adversário que apresentou falhas durante toda partida, o Nacional atropelou o Iranduba por 7 a 0, com hat-trick de Jones, mas apesar do placar contou com uma boa atuação do goleiro Big, que evitou um placar maior, pelo Campeonato Amazonense de 2021. Com o resultado, o Naça assume a liderança com seis pontos, e amplia sua artilharia com 10 gols marcados. O jogo que abriu a segunda rodada, foi realizado na noite desta quinta-feira, no Estádio Ismael Benigno, a Colina, zona Oeste da cidade.

Com duas vitórias consecutivas, o Nacional joga com o Amazonas, pela terceira rodada, na próxima quinta-feira, 18/3, às 20h30 (21h30 de Brasília), no Estádio da Colina. Já o Iranduba com duas derrotas, vai tentar sua primeira vitória diante do Princesa do Solimões, na sexta-feira, 19/3, 15h30 (16h30 de Brasília), na Colina.

Jogo

O jogo começou com duas equipes em situações diferentes. O Nacional venceu na estreia o São Raimundo e o Iranduba perdeu fora de casa para o Penarol. Diante disso, o Hulk exerceu uma marcação forte em cima do adversário, para evitar a construção das jogadas, mas praticamente não levou muito perigo.

Aos sete minutos, Flamel cobra tiro de canto pela direita, que toca para Vitinho ao seu lado. O jogador cruza na área, mas a zaga do Iranduba tira o perigo da pequena área.

Depois de um passar por um sufoco, o Iranduba chegou com perigo no ataque. Aos 12 minutos, Alan Santos abre na direita para a chegada de Matheus, que cruza na área e força o goleiro Adryan tocar na bola e evita o gol do Hulk de surpresa.

Aos 27 minutos, o Leão da Vila Municipal armou uma jogada rápida que poderia ter saído o gol. Pelo meio no setor defensivo, Flamel toca com precisão para Jones que entrava na direita. O atacante entra na área, mas chutou na rede pelo lado de fora.

O Naça tocava a bola para chegar ao primeiro gol. Aos 31 minutos, Alan Patrick passa para Flamel na direita, que toca para Jones chutar no canto esquerdo do goleiro Big e perder a chance de abrir o marcador.

Pressionando o Iranduba, o Leão da Vila Municipal queria abrir o marcador. Aos 35 minutos, Vitinho passa para Jones na intermediária, que bate forte, mas o goleiro Big faz a defesa parcial e coloca a bola para linha de fundo. Dois minutos depois, Bandeira toca para Flamel sozinho na grande área. O meia chuta, mas o goleiro Big toca e a bola bate na trave e não entra.

Aos 43 minutos, o Naça perdeu outra chance de marcar. O zagueiro Wesley tentar tirar a bola e se atrapalha todo, a bola sobra para Leozinho, que toca para Alan Patrick. Na sequência, o jogador passa na pequena área, mas o zagueiro Garrido quase marca contra, se não fosse a boa defesa do goleiro Big do Hulk.

Outra chance perdida do Naça em campo. Aos 46 minutos, Flamel toca para Alan Patrick na direita, que cruza na área, mas Jones se atrapalha todo ao chutar a bola e perde o gol feito.

De tanto insistir, aos 48 minutos, o zagueiro Alan Santos do Hulk dentro da área vacila, Bandeira aperta e rouba a bola para marcar abrir o marcador para o Naça, 1 a 0.

De camisa trocada da azul para a branca no segundo tempo, com menos de um minuto, Flamel toca para Roberto, que de frente para o gol chutou à esquerda do goleiro Big e quase marcou. Na sequência, com pouco mais de um minuto de jogo, em nova falha da defesa do Iranduba ao recuar para o goleiro, o atacante Jones aproveita a bobeira e marca o segundo gol, 2 a 0.

Aos quatro minutos, o Naça fez uma jogada pela direita com Roberto que cruzou, mas o zagueiro Allan Matheus abre os braços e o árbitro marca pênalti no toque do jogador. Na cobrança, Roberto bate no canto direito e o goleiro cai do lado oposto, 3 a 0.

Com placar desfavorável, aos 18 minutos, o Iranduba teve uma boa chance na cobrança de falta. Peta, pela meia esquerda cobra por cima da barreira, mas o goleiro Big sem dificuldades fez a defesa. Em novo erro da defesa na saída de bola, Anderson Bandeira pela direita toca para trás e Gabriel Manga, que acabara de entrar chuta por cima da meta do goleiro Big.

Aos 23 minutos, em jogada rápida no ataque, Flamel percebe a entrada na esquerda de Max, que recebe a bola e toca na saída do goleiro Big no canto esquerdo para ampliar, 4 a 0.

Aos 31 minutos, o Nacional perdeu mais um gol feito. Pela direita, Roberto cruza, a zaga não tira a bola, que sobra para Jones chutar, mas o goleiro Big faz uma grande defesa e evita mais um gol do Naça. Aos 36 minutos, Roberto recebe na grande área e chuta de canhota no canto esquerdo do goleiro Big sem chances, 5 a 0.

Depois de uma jogada rápida, aos 37 minutos, Allan Santos derruba Roberto na grande área e o arbitro marca pênalti. Aos 38 minutos, o atacante Jones vai para a cobrança e bate no canto esquerdo e o goleiro Big cai no direito, 6 a 0.

Com um treino de luxo, por conta da fragilidade do Iranduba, aos 40 minutos, Roberto pela esquerda Roberto cruza de trivela na área e Jones finaliza, mas o goleiro Big evita outro tento do Naça. Aos 43 minutos, cruzamento pela direita de Roberto na grande área, e Jones sem marcação apenas toca para marcar seu terceiro gol na partida, 7 a 0.

Ficha técnica:

Data: 11/03/2021 – quinta-feira

Jogo: Nacional 7×0 Iranduba

Motivo: Campeonato Amazonense de 2021

Local: Estádio Ismael Benigno, a Colina – Manaus/AM

Horário: 20h30 (21h30 de Brasília)

Público: —

Renda: —

Árbitro: Raimundo José Azevedo de Medeiros 

Árbitros Assistentes: Kennedy Ramos Lucas e Francisco Souza da Silva 

Gols: Anderson Bandeira 48min 1ºt, Jones 1min 2ºt, 38min 2ºt pênalti e 43 min 2ºt, Roberto 4min 2ºt pênalti e 36 min 2ºt e Max 23min 2ºt (Nacional)

Advertências: Alan Santos e Peta (Iranduba) e Baé, Marcelo e Gabriel Manga (Nacional)

Expulsão: —

Nacional: Adryan Alan Patrick (Roberto), Henrique, Cris, Anderson Bandeira, Leandrinho, Vitinho (Max Nóbrega), Baé (Gabriel Manga), Jones, Flamel (Gustavinho) e Leozinho (Marcelo). Técnico: Alan George.

Iranduba: Big, Matheus, Jeferson, Wesley, Garrido (Samuel), Allan Matheus, Rigson (Lairton), Alan Santos, Geraldo, Peta e Natan. Técnico: Gabriel Moura.

 

Outras postagens...

Em jogo intenso, Manauara e Princesa empatam e mantém invencibilidade no Amazonense

Paulo Rogério

De virada, Princesa passa pelo São Raimundo e volta a liderança do Amazonense

Paulo Rogério

Com dois de Jô, Amazonas bate o Operário por 3 a 1 e vence a primeira no returno do Campeonato Amazonense

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...