Pela Série D, Fast Clube não tem a mesma atuação dos últimos jogos e perde para o Bragantino-PA

174

Foto: Marcelle Pires / DECOM Bragantino

O Fast Clube não teve a mesma atuação nos últimos jogos e foi superado pelo bom time do Bragantino-PA por 3 a 1, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro da Série D. Foi a primeira derrota do Tricolor de Aço, que permanece com quatro pontos, mas pode ser superado por seus adversários na sequência da rodada. A partida pelo grupo A, foi realizada na tarde desta quarta-feira, 30/9, no Estádio São Benedito, o Diogão, na cidade de Bragança, no interior do Pará.

Com o resultado negativo fora de casa, o Fast vai tentar sua recuperação com o Independente-PA, pela quarta rodada, no domingo, 4/10, às 18h (19h de Brasília), na Arena da Amazônia, em Manaus. Já o Bragantino sai de seus domínios e enfrenta o Ji-Paraná-RO, domingo, às 15h (16h de Brasília), no Estádio Biancão, em Rondônia.

Jogo

O Fast começou bem e em cima do adversário. Aos três minutos, pela esquerda Souza cruzou rasteiro e Daivison apenas olhou a bola passar e perdeu a chance de tocar na bola. Aos 12 minutos, o Tricolor de Aço arranca com Emerson Bacas de frente para a meta, que bate forte, mas em cima do goleiro Axel.

O Tubarão do Caeté demorou para chegar com perigo, mas aos 14 minutos assustou o goleiro Rangel. De longe, Canga arriscou no canto direito, mas o goleiro se esticou e tocou na bola e saiu pela linha de fundo.  

Aos 33 minutos, Paulo de Tárcio faz um lançamento no seu campo defensivo do io para Fidelis entrando na esquerda, que domina no peito, mas na hora do chute bate por cima da meta do Fast e perde a chance de marcar. Um minuto depois, pela direita Túlio cruza e Canga na grande área chuta e a bola bate na trave do Tricolor de Aço.

Com a pressão do Tubarão, aos 42 minutos saiu o primeiro gol. Pela direita Túlio cruza e Paulo de Tárcio de cabeça colocou no ângulo esquerdo do goleiro Rangel para marcar, 1 a 0.

O Fast até marcou seu gol, aos 45 minutos, com o zagueiro Bernardo, mas o jogador estava muito à frente do zaga e foi marcado a irregularidade no lance e o gol anulado.

O Fast começou o segundo tempo disposto a buscar o placar. Aos nove minutos, tiro de canto pela direita na grande área e Dadá domina a bola e ainda tem tempo para chutar e empatar, 1 a 1.

Nem deu tempo para o Rolo Compressor comemorar. Aos 11 minutos, Fidelis faz a jogada pela esquerda para Edicleber, na entrada da área bate no canto direito para ampliar, 2 a 1.

Em vantagem, o Bragantino fiou mais solto e trabalhava melhor a bola em campo. Aos 26 minutos, Paulo de Tárcio pela esquerda arrisca de longe, mas a bola passa sem perigo a meta do goleiro Rangel do Fast.

Aos 29 minutos, Mauro Ajuruteua faz jogada individual pela esquerda e arranca em velocidade. Ele deixa o zagueiro no chão, corta outro jogador e toca por cima do goleiro para fazer, 3 a 1.

O Fast ficou desesperado para diminuir o placar. O Bragantino aproveitou para buscar seu quarto gol. Aos 44 minutos, em um contra-ataque com Bilau e Canga, o jogador invadiu a área para bater, mas o goleiro Rangel evita o que seria mais uma bola na rede do Tricolor.

Aos 48 minutos, o Fast poderia ter diminuído o prejuízo. Souza cruza pela esquerda na grande área e João Paulo sozinho toca de cabeça, mas por cima da meta do goleiro Axel.

Ficha técnica:

Jogo: Bragantino-PA 3×1 Fast Clube

Motivo: Campeonato Brasileiro da Série D – 1ª fase / 3ª rodada

Local: Estádio São Benedito, o Diogão – Bragança-PA

Horário: 14h (15h de Brasília)

Público: —

Renda: —

Árbitro: Samuel dos Santos Santos (AP)

Árbitros Assistentes: Acácio Menezes Leão (PA) e Robson João dos Reis (PA)

Gol: Paulo de Tárcio 42min 1ºt, Edicleber 11min 2ºt e Mauro Ajuruteua 29min 2ºt (Bragantino-PA) e Dadá 9min 2ºt (Fast Clube)

Advertências: Paulo de Tárcio (Bragantino-PA)            

Expulsão: —

Bragantino-PA: Axel, Túlio, Gabriel Gonçalves, Romário, Esquerdinha (Jackson), Ricardo Capanema, Paulo de Tárcio (Emerson), Edicleber (Bilau), Wendel (Mauro Ajuruteua), Canga e Fidelis (Rony Taperaçú). Técnico: Cacaio.

Fast Clube: Rangel, Bernardo, Bernardo Benjamim, Alison, Dênis Pedra (Dadá), Souza, Emerson Bacas (João Paulo), Pelezinho, Ítalo (Geraldo), Negueba e Daivison. Técnico: Lecheva.



Paulo Rogério

I live in Brazil, in the city of Manaus, which hosted 2014 World Cup matches, the Olympic 2016 men's and women's football tournament. I'm Paulo Rogério Veiga, 51, a reporter, journalist and owner of sports portal www.sportsmanaus.com.br. I would like to inform you that I have received material from FIFA for 35 years, in addition to Conmebol and UEFA. I have also been editor of globoesporte.globo.com/am/ portal. I am working as a press and publicity advisor to leverage your company, product, brand, your soccer career, whether player, coach, club, manager, any professional that Works and conducts business in football. I am a professional / base player agent and a soccer coach. I have contact with agents, international agencies, academies, intermediaries, scoutings, among others in Brazil and in world football, including with signed contract. Another work I do is to attract potential investors to sponsor clubs in Brazilian football, which seek to gain their place in the regional, national and even international scenario. Contact us. E-mail: paulo.imprensa@hotmail.com pauloimprensa@gmail.com Contact: +55 (092) 3629-0651 (office) +55 (092) 99171-9226 (live / watsapp). Leia mais em sobre o editor clicando aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.