SportsManaus
FUTEBOLFUTEBOL NACIONAL

No grupo 13 da Copa SP, técnico do São Raimundo-RR aposta no time, mas revela: “Estamos indo com uma equipe muito jovem”

O Mundão conta com a maioria de jogadores da categoria Sub-17.

Foto: Arquivo pessoal

Após três meses de preparação, o São Raimundo-RR entra na reta final para a Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2024. A meta não é apenas passar da primeira fase, como aconteceu na edição de 2017, mas avançar o máximo possível na maior competição de base do futebol brasileiro. No grupo 13, em São Carlos, o Mundão vai enfrentar o Fluminense, Grêmio São Carlense-SP e Lagarto-SE. A estreia será diante do Fluminense, no dia 3 de janeiro, às 15h15 (de Brasília), no Estádio Prof. Luiz Augusto de Oliveira, na cidade de São Carlos.

Vice-campeão da temporada, mas com o título conquistado ano passado no estadual da categoria, o técnico Beto Vieira admite que o elenco é muito jovem, mas aposta no potencial para conquistar bons resultados, assim como a competição é uma chance para revelar futuros craques para o clube.

O treinador aposta na Copinha como vitrine para os jogadores do Mundão (Foto: Arquivo pessoal)

– A expectativa sobre a Copa São Paulo é a melhor possível, até para deixar a gente com mais ânimo ano que vem, pois vamos com a sensação das melhores sobre a competição. Estamos indo com uma equipe muito jovem. Acho que é a mais jovem que o São Raimundo trabalhou, sendo a maioria dos jogadores do Sub-17. A gente aposta na possibilidade de uma vitrine para que possamos ter um garoto no cenário nacional por alguma equipe – explicou ao SPORTS MANAUS.

LEIA MAIS:

Contando com um grupo totalmente revelado pelo clube, o comandante do Mundão, tem ciência das dificuldades que terá pela frente na fase classificatória. Ele aproveitou para agradecer o apoio do poder público de poder representar o estado na Copinha.

– A melhor colocação foi passar de fase em 2017.  Falando da nossa chave, é um grupo muito forte, isso é a verdade. Nosso primeiro jogo é contra o Fluminense, onde vamos ter a grata possibilidade de ir, por meio do nosso prefeito do município, na qual nos ofereceu as passagens. A gente fica feliz com isso, e lógico, a gente precisa dar esse retorno de agradecimento – concluiu Beto

 

 

 

 

Outras postagens...

Em sua primeira participação no BR feminino A3 e adversário do Tarumã-AM, técnica do Rio Negro-RR confessa: “A competição em si tem muita visibilidade”

Paulo Rogério

Na luta pelo acesso, atacante Hayllan afirma: “Espero ajudar o Rio Negro”

Paulo Rogério

Em situação difícil na Série C, técnico do Jacuipense-BA afirma sobre o Manaus: “ A vitória o tempo todo”

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...