SportsManaus
FUTEBOLFUTEBOL AMAZONENSE

Na primeira semi com o Paysandu pela Copa Verde em casa, técnico do São Raimundo crava: “Buscar o resultado”

Tufão da Colina e Papão, se enfrentam novamente em uma competição nacional, após 20 anos.

Com a transferência da primeira semifinal com o Paysandu pela Copa Verde, que seria realizado neste sábado, 5/11, passando para a esta terça-feira, 8/11, às 15h (16h de Brasília), no Estádio Ismael Benigno, a Colina, o São Raimundo ganhou mais alguns dias e aproveitou para realizar um treino, na tarde deste sábado. O confronto de volta será, no sábado, 12/11, às 17h30 (18h30 de Brasília), no Estádio da Curuzu, em Belém.

Após dois jogos fora de casa e com duas boas vitórias, pela primeira vez na competição, o Tufão da Colina, joga sem seus domínios e com chances de conquistar um bom resultado. Para o técnico Marinho, o grupo está focado para conseguir em casa uma vantagem, mas sabendo que terá pela frente um adversário vitorioso na Copa Verde.

– Costumo dizer que é um jogo de 180 minutos, enfim, a partida desta terça-feira, não vai decidir essa semifinal. Com certeza, a gente vai trabalhar para fazer um grande jogo para conseguir o nosso objetivo de jogar uma boa partida, e acima de tudo em casa, buscar o resultado – explicou ao SPORTS MANAUS, mas ainda frisou.

– A gente não vai mudar nosso jeito de jogar, da mesma forma que jogamos fora, mas agora dentro de casa com mais agressividade. Por isso, foi até importante essa mudança para recuperar nossos atletas, porque a ideia de jogo que nós temos é ter os jogadores realmente cem por cento – salientou Marinho.

De acordo com o comandante do Tufão, os jogos anteriores foram bem movimentados, mas com uma logística muito cansativa. Segundo ele, essas dificuldades dentro e fora de campo serviu também como fator de superação na competição.

LEIA MAIS:

– Com certeza, tudo que nós conseguimos produzir nesses dois jogos fora, com duas viagens desgastantes, dois jogos que exigiram muito de nós, nosso foco total, nossa entrega, onde também exigiu que a gente botasse para fora todo nosso melhor. Com certeza, poder estar nessa fase, enfrentar uma equipe do Paysandu e começar essa decisão, repito de 180 minutos em casa, é algo muito satisfatório – revelou o treinador, mas ainda citou.

– Vamos poder trabalhar até o adiamento, mas de forma positiva, em virtude de depois de duas viagens desgastantes recuperar nossos atletas. Nós temos um grupo muito enxuto, para que a gente possa realmente, na terça-feira, fazer um grande jogo e uma boa partida dentro de nossos domínios – revelou o técnico. 

 

 

Outras postagens...

Em casa, Princesa empata com Amazonas no fechamento da rodada pelo Amazonense 2021

Paulo Rogério

Após três jogos sem vencer, Manaus vira em cima do Campinense-PB por 2 a 1 fora de casa pela Série C

Paulo Rogério

Técnico do Paysandu diz que respeita Nacional, mas encara Copa Verde como prioridade

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...