SportsManaus
FUTEBOLFUTEBOL AMAZONENSE

Na primeira semi fora com o São Raimundo pela Copa Verde, técnico do Paysandu diz: “Sempre jogamos para vencer”

Após mudanças do local da partida, Tufão da Colina e Papão se enfrentam na Arena da Amazônia.

Foto: John Wesley / Paysandu

Bicampeão da Copa Verde, o Paysandu começa sua caminhada para chegar a mais uma final da competição, mas diferentemente do ano passado quando foi eliminado para o Remo, nas semifinais. Após 20 anos, o Papão encara o São Raimundo, antigo rival da antiga Copa Norte, revivendo a rivalidade entre os dois clubes com grandes jogos na década de 2000. O primeiro desafio da semi, será nesta terça-feira (8), às 20h (21h de Brasília), na Arena da Amazônia, em Manaus. A partida de volta acontece no sábado, 12/11, às 17h30 (18h30 de Brasília), no Estádio da Curuzu, em Belém.

Mesmo jogando fora de seus domínios, o técnico Márcio Fernandes, afirmou que o time não muda sua postura ofensiva, mas admitiu que a partida pode apresentar várias situações, na qual o momento vai ditar qual será o procedimento da equipe em campo.

– Todos os jogos do Paysandu, pela tradição e força da sua camisa, sempre joga para vencer. A gente sempre adotou essa política, depois que viemos para o Paysandu, dentro ou fora de casa. A gente sempre procurou jogar nosso futebol e buscando sempre a vitória. Em decisões a gente sabe das dificuldades que vai ser – salientou ao SPORTS MANAUS, mas ainda destacou.

– Tem jogos em que se empata e sai com a alegria de não ter perdido e outros que empata e lamenta de não ter vencido, porque o time foi muito superior. Isso tudo depende do jogo que a gente vai realizar. Nós estamos preparados para isso, os jogadores sabem da importância que tem o jogo. Vamos fazer o nosso melhor – comentou.

De acordo com o treinador, o time amazonense não chegou à toa na semifinal, mas por méritos e pelo elenco de qualidade, que foi montado para a competição.

LEIA MAIS:

– Nós temos informações, procuramos ficar a par do time. A gente sabe que é uma equipe que possui jogadores de qualidade, que jogaram no Manaus e no Amazonas. A gente sabe da dificuldade que vai ser de jogar com o São Raimundo, aqui em Manaus – disse, mas lamentou sobre a polêmica atribuída ao Papão, da mudança da partida, segundo declarações vindas do seu adversário.  

– Criaram uma polêmica sobre o adiamento da partida. Esses problemas de passagens não temos nenhuma culpa disso, mas estão colocando na nossa conta. Isso vai fazer com que o jogo se torne mais difícil, além da rivalidade de anos atrás com a equipe do São Raimundo, sendo muito forte na época, onde fez um time muito forte. O Paysandu sempre fez jogos com essa equipe e sempre foi muito difícil. A gente sabe de tudo isso – ressaltou Márcio.

 

 

 

Outras postagens...

Pela semi do BR Feminino A2, técnico do América-MG corrige os erros para reverter a vantagem do Bragantino

Paulo Rogério

Em jogo com o Fast pela Série D, técnico do Vilhenense-RO afirma: “Precisamos buscar um resultado positivo”

Paulo Rogério

Pela Copa do Brasil sub-17, técnico do Cruzeiro afirma sobre o São Raimundo: “Precisa haver respeito”

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...